Top 70 de 2014 – Parte 1 (70-56)

Olá, como vocês estão?

E como eu prometi, cá estou eu com o 2° top retrô do blog, que após ter relembrado as melhores faixas de 2015, irei voltar 3 anos e montar meu ranking com as 70 melhores faixas de 2014.

2014 infelizmente foi um ano com vários acontecimentos bem ruins entre o mundo idol, mas também foi um ano até que legal pro pop asiático, tivemos debuts bem promissores (principalmente entre os girlgroups), boygroups lançando singles bem decentes e, principalmente, icônicos desflops através do sexy concept.

Sem mais delongas, vamos lá:

Continuar lendo

Pacotão dos Produceiros – Weki Meki, Samuel, NFlying, HotShot, Woojin, Yongguk & Sihyun e Wanna One.

Olá, como vocês estão?

E cá estou eu com mais um post, ultimamente várias crias do Produce 101 resolveram debutar, e então, decidi fazer esse pacotão aqui.

E já que estamos falando de Produce 101, vamos começar com o próprio Wanna One, que aleatoriamente soltou o mv de Burn It Up hoje:

Wanna One – Burn It Up

Continuar lendo

TAG – Amor à Terceira Ouvida

Olá povo, como vocês estão?

E cá estou eu com mais uma tag aqui no blog (até que faz um tempinho que não trago uma, né?).

Essa consiste em listar, sem ordem de preferência, 5 músicas (com a opção de adicionar uma de menção honrosa) que achávamos horríveis no começo mas que de alguma maneira nos conquistaram com o tempo. Fui indicado pelo meu queridíssimo oppar da blogosfera, Dalla Corte, do Delírios da Madrugada, e indico pra tag o Sowon do Asia On Fire, o Candy do Parede Inquebrável e a Tássia do E Ai Surgiu O Kpop ❤

Enfim, vamos?

Continuar lendo

Meu indie está morto: Winner voltou com 2 tropical house e confirmam a perca da essência deles.

E então Winner voltou na sexta feira (ta ai algo que eu nunca iria pensar, Winner lançando mais de um comeback no ano), e eu estava tentando formar opiniões sobre, por isso a demora.

Bem, Winner sempre fez parte do meu amplo nicho dos 7 (agora 8) boygroups que eu staneio igual louco, e eu gosto bastante deles, então mesmo tendo achado o combo Fool/Really Really legal, eu fiquei meio desanimado com eles, mas mantive as esperanças. E bem…. é, confiram ai, primeiramente Love Me Love Me:

Continuar lendo

Wanna One salvou o dia debutando com ‘Energetic’

Olá, como vocês estão?

E FINALMENTE SAIU O DEBUT DO WANNA ONE AAAAAAAAAA. Eu tava ansioso pra esse debut, já que acompanhei o reality, e mesmo que o top 11 não fosse o meu ~ideal~, uns faves entraram ((apesar de que agora Woojin estaria nele, porque eu sou coração mole e basta uns dentinhos fofos pra me conquistar), e ai comecei a stanear o grupo por causa deles. Bem, os coreanos escolheram Energetic como a title, e acho que foi a melhor escolha possível. Confiram ai:

Continuar lendo

REVIEW: GIRL’S GENERATION – HOLIDAY NIGHT

Olá, como vocês estão?

E então, finalmente temos entre nós o álbum comemorativo dos 10 anos do SNSD, que é um dos maiores girlgroups do mundo e que tem uma enorme influência pro nosso amado kpop. E quando se tem nas costas o título de “grupo da nação” e está comemorando seus 10 anos de vida, obviamente todos já esperam que isso seja O ÁLBUM DO MILÊNIO, afinal, estamos falando de Girl’s Generation, não? (Apenas aceitem a mensagem que eu quero passar nessa intro e ignorem o fato de que quase todos os álbuns coreanos delas tem um monte de filler, obrigado).

Eu não estava muito ansioso pra esse álbum não. Eu sou meio termo com SNSD: não acho elas a maior reinvenção do conceito de música boa no universo igual a fanbase (apesar de que já tive a minha fase), mas também estou longe de achar elas um grupo horrível e sempre estar shadeando as meninas por ai, igual muita gente faz. Eu acho elas um grupo com uma boa quantidade de músicas boas, e que, mesmo não acertando sempre, acho que elas merecem sim esse renome todo. Mas pelas prévias, tudo indicava que esse seria o 2° LP mais fraco da carreira deas (o 1° vai sempre ser o The Boys), e toda a hype que eu podia ter, acabou indo pro ralo. Enfim, os singles acho que quase todo mundo gostou e achou digno pra comemorar 10 anos, mas e o resto, será que faz jus a todo esse hype? Vamos ver.

Ouçam pelo Spotify:

Continuar lendo