Top 100 de 2017 – Parte 1 (100-86)

Olá, como vocês estão?

E 2017 finalmente chegou ao fim. 2016 foi um ano cheio de disbands e com muita coisa abaixo da média, e minhas expectativas pro ano que viria eram, no mínimo, que ele suprisse as coisas que 2016 deixou a desejar. Pois bem, o que eu recebi foi isso e muito mais, pois 2017 foi um dos anos mais bacanas pro kpop até hoje, com muita coisa legal saindo, modinhas que não doíam tanto quanto as de 2016 e, principalmente, muitos plot twists acontecendo (CLC mudando de conceito, gêmeas da MBK sendo desmascaradas, NU’EST saindo da lama…)

Pensei bastante sobre a quantidade de posições que eu iria colocar aqui no top, e no fim acabei decidindo que 100 tá ótimo. Mas antes de começar, quero fazer duas menções honrosas:

Uhm Junghwa – Watch Me Move & Dreamer

-x-

Uhm Junghwa voltou com dois maravilhosos hinos pra bater cabelo… EM 26 DE DEZEMBRO DE 2016, assim boicotando sua aparição nos tops de todo mundo da blogosfera (e o mesmo aconteceu esse ano, com a tão boa quanto Ending Credit). Então, mesmo que eu queira enfiar as duas la pelo top 15, seria meio injusto (foi um sacrifício por 100 que saíram esse ano e deixar de fora outras que curti mas que enjoei, imagina pra por duas de 2016) então fica aqui a menção honrosa pras duas.

Menção honrosa feita, agora sim, começou o top 100 de 2017!!!11:

100 – 2NE1 – Goodbye

1200x630bb

Se tem uma coisa de 2016 que permaneceu a todo o vapor em 2017, foram os disbands de girlgroups amados pela nação, e quase todos eles com música de despedida… e quase todas elas bem ruins. Mas ao menos entre as que foram pelo caminho óbvio, 2NE1 teve a melhor: Goodbye tem um clima triste (mais triste ainda se lembrarmos que a YG pegou uma das faixas do sempre falado e jamais visto álbum de debut americano da CL pra dar pros blackjacks como tchauzinho) e só o violão + annyeong durante toda a música deixam ela no extremamente restrito posto de ballad que podemos escutar sempre.

-x-

99 – VIXX – Shangri-La

cover1

Quando saiu Shangri-La eu achei ela um dos singles mais fraquinhos do VIXX em todos esses 5 anos. Só que ai a vida me disse pra dar uma chance pra ela, e hoje em dia acho ela bacana, apesar de não chegar aos pés de certas músicas da discografia deles. Ok, admito que a música não é muito mais do que um PR&B conceitual que tem aos montes por ai, mas pra ouvidas casuais ela serve muito bem. O que não mudou foi minha impressão do mv, é um dos mais bonitos do ano sem sombra de duvidas

-x-

98 – CLC – I Like It

optimize-1-1

I Like It nasceu pra ser boicotada, né? Era o single de verão que todo mundo queria delas, mas ai foi condenada a ser somente uma bside do álbum (já que a Cube decidiu que era uma boa ideia lançar uma ballad oitentista em pleno verão). Dai, quase 3 meses depois, os CEOs parecem ter se arrependido e resolveram fazer um mv de performance atrasado só pra dizer que teve algo. E ai chega aqui e elas pegam um 98, por quê eu escutei tanto que acabei enjoando um pouquinho. Mas não fique triste, I Like It, eu ainda te amo.

-x-

97 – Taeyeon – Cover Up

18004912017 começou com um grande flood de Taeyeon por parte da SM, incluindo o primeiro LP dela, que eu acho bem bacana. E mesmo que tenham outras faixas que curto também (Eraser, I’m OK e Fire são maravilhosas <3), o tempo fez com que só Cover Up aparecesse frequentemente na minha vida até agora, então a vaga fica pra ela. Convenhamos, ela merece, é um tropical house tão gostosinho e sutil pra se ouvir numa linda manhã ensolarada enquanto fazemos caminhadas campestres ❤

-x-

96 – K.A.R.D – Rumor

1200x630bb1

E falando em tropical house… eu tive várias opiniões diferentes sobre os singles pré-debut do K.A.R.D: de primeira, Don’t Recall era a minha favorita, enquanto Rumor era a pior e Oh NaNa era legalzinha. E isso mudou tanto durante o ano que nem sei mais, porém Rumor é atualmente a que mais curto, principalmente por ela sair daquela coisa de “Somin e Jiwoo cantando e BM e Jseph fazendo rap” e ser mais latin pop e menos tropical house que as suas companheiras de discografia. E pra ilustrar, a versão Hidden, porque ninguém merece ver no computador só um filete de tela.

-x-

95 – SHINee – Mr Right Guy

cover-five2

Pouca gente lembra, mas no comecinho do ano saiu álbum japonês do SHINee, inclusive, o que mais gostei até hoje entre os que ouvi. Mr Right Guy foi a minha favorita dele até hoje, adoro essa pegada mais dark emulando Michael Jackson que o Taemin geralmente usa nos solos indo pro grupo inteiro (quer dizer, a carreira solo do Taemin meio que já é uma mini-derivação do SHINee, então segurem esse inception). Adoro os “mr right guy” que o Minho sussurra na música inteira. Ouçam aqui.

-x-

94 – AOA – Bing Bing

angels-knock

O ano literalmente começou com AOA voltando com o seu 1° LP coreano (em 5 anos de grupo), e pra um momento tão icônico na vida de um grupo de kpop, nada melhor do que vir com aquela coisa que você ouve e fala “hmm, isso é AOA”. Bing Bing tem tudo o que AOA coloca nas suas faixas que as fazem ser verdadeiros jams: Jimin falando 500 hey, intro do Brave Brothers, conceito de alguma profissão sendo interpretada de forma sexy… pena que o grupo possivelmente não vai durar muito depois da ChoA sair.

-x-

93 – Red Velvet – Rookie

rookie-capa

Ta ai uma que dividiu opiniões, não? A nação foi à fúria quando isso saiu, de um lado o povo falando que a música era horrível, do outro, os reveluvs até então sem nome putíssimos com quem estava dizendo que a música era ruim e defendendo a qualidade e majestosidade da faixa… e eu fiquei no meio disso. Gosto de Rookie e quando ela saiu ouvi muitão, mas Red Velvet se superou tanto nos 2 comebacks seguintes que eu quase esqueci de botar ela aqui. Então fica uma posição simbólica pra uma das faixas mais injustiçadas de 2017 ❤

-x-

 92 – S.E.S – Paradise

15624962_186935021775163_3445855856468426752_n

Continuando com essa coisa de “músicas que abriram o ano”, S.E.S voltou com nada mais e nada menos do que elas sempre faziam no final da década de 90/ano em que o grupo acabou, só que com um toque mais atual tanto na interpretação vocal quanto no visual do mv… falando assim pode não parecer, mas por umas boas semanas Paradise era top 10 do ano pra mim até então. Deu uma levíssima caída (rsrs), mas ainda é uma faixa que curto bastante.

-x-

91 – Produce 101 – Super Hot

4398

Eu já devo ter falado 90 vezes aqui sobre como a season 2 do Produce 101 teve músicas sem sal se formos comparar com a temporada das meninas e blábláblá, então dessa vez irei apenas elogiar a minha favorita do programa. Super Hot tem uma pegada funky bem bacaninha e que é relativamente fora da curva pra algo chamado Super Hot (eu sinceramente já esperava uma Move da vida quando foi anunciado o nome). E claro que a presença de ❤ Dongho anjo de luz ❤ valoriza muito mais esse live (Where U At não aparece no top, então preciso desse momento pra rasgação de seda).

-x-

90 – EXID – Night Rather Than Day

exid-eclipse-3rd-mini-album-1

Eclipsadíssima pela óbvia outra faixa do EXID que vai aparecer aqui ainda (fazendo jus ao nome do mini, quer conceito?), Night Rather Than Day saiu lá no primeiro semestre e eu até hoje sinto que só eu curti isso aqui a ponto de me viciar. Ela é o single mais contido e menos pop delas em 5 anos-quase 6 de carreira do grupo? Sim. Mas poxa, é tão gostosinha de ouvir, ainda mais por ver a Hyerin finalmente liberando seus gritos com gosto (ok que se a Solji estivesse no single os gritos seriam dela, mas vocês entenderam). E de brinde vem com um dos minis mais legais do ano. (PS: sério que ninguém foi arrumar a thumb 8 meses de single?)

-x-

89 – Wanna One – Burn It Up

wanna-one_1501733155_dgrtew1uqaa3esn

Pois muito que bem, Wanna One debutou com Energetic, que eu ainda acho bem legal, só que ai Burn It Up, como a farofa tosca ótima que é, veio e desbancou o lugar da coitada aqui. Eu geralmente acho esse tipo de faixa ruim demais pra escutar, mas por algum motivo (o biasismo por metade do grupo e o mv digno de nugulândia podem ser candidatos) eu me viciei nela e gosto até agora (mas obviamente eu não vou cortar músicas boas/boas pra por uma ruim/boa). Mais músicas ruins-boas e menos músicas realmente ruins, Wanna One.

-x-

88 – Hyuna – Lip & Hip

1200x630bb2

Em 2017, a Cube resolveu tirar a Hyuna do tryhard (que teve seu ápice de uma forma negativa em How’s This) e dar totalmente o oposto pra ela no comeback oficial… pra um presente pros fãs ser exatamente o que eu queria ver dela de novo: pop descompromissado e chocador de coreanos. Lip & Hip é a melhor coisa que ela lançou desde Red, e só tá baixo assim porque eu não ia cortar um monte de coisa que eu ouvi o ano todo pra por uma faixa que saiu tem nem 2 semanas (apesar de ser muito boa).

-x-

87 – Girls’ Generation – Holiday

2131411

Antes mesmo de Holiday sair completamente, a nação sone estava em estado de calamidade pela possível Party 2.0… e sim, até que Holiday pode ser chamada de Party 2.0 (ou pior, música daquele grupo que os sones amam odiar). Mas eu adoro Party, então logicamente curti Holiday também, ela traz toda a vibe de comemoração que o comeback propunha (e hoje em dia traz a vibe de encerramento feliz que o comeback não propunha), e com o mv fica 1000000x melhor (sério, eu curti muito o clipe disso), pena que sem ele, a faixa perde uma parte significativa da sua magia. Mas ainda gosto mesmo assim.

-x-

86 – LOOΠΔ/Jinsoul – Singing In The Rain

a0eaa084936b982e6ca95649533f4542-1000x1000x1

Eu sigo um estranho ciclo com os solos do LOOΠΔ: quando sai o solo, já é #1 no ano sem duvidas. Dai eu ouço tanto ele que, quando o próximo sai, eu já enjoei do anterior e isso vai se repetindo ao infinito. Então é por isso que Singing In The Rain se encontra em fucking 86. Porém, ainda curto bastante a faixa (lembrei disso ouvindo enquanto escrevo, inclusive), essas explosões no refrão deixam a faixa tão maravilhosa que tinha até esquecido ❤

-x-

E essa foi a 1° parte do top de 2017. Pretendo postar dia sim, dia não, ou pelo menos de alguma forma que o top 10 esteja entre nós no dia 31.

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostaram do post, compartilhem ❤

Anúncios

10 comentários sobre “Top 100 de 2017 – Parte 1 (100-86)

  1. Minzycreide disse:

    Singing in the rain já saiu, gente que triste. Minha até agora bias JinAlma está chateada.
    Lookie Lookie, se eu estivesse fazendo um post nesse estilo, ficaria pelo menos no TOP 10. Meu favoritismo supera meu gosto. (e eu incluíria Beautiful do Wanna1 no meio também, por mais que eu só consiga ouvir direito agora com o performance ver. (muito melhor que o MV normal, obviamente).
    Eu não fazia a menor ideia que Paradise era desse ano.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s