REVIEW: IU – PALETTE

Olá, como vocês estão?

E cá estamos com a review semanal. Estou levemente atrasado pra comentar o comeback da IU, eu sei. Porém, eu estava achando que sairia um mv pra Jam Jam, e fiquei essa quase uma semana esperando pra poder fazer post. Porém, como não aconteceu e nem vai acontecer, resolvi trazer essa review aqui.

Eu não sou lá o maior conhecedor de IU, só ouvi mesmo o Modern Times e o Chat-Shire, de resto, apenas singles. Porém, curto o estilo extremamente versátil dela, e com o anuncio do 4° LP, já estava a postos pra ouvir, já que ela sempre vem com algo diferente a cada comeback. E o que eu achei dos singles e do resto do álbum vocês conferem ai

Ouçam pelo Spotify: 

Continuar lendo

Anúncios

Sonatine é mais “Love” do que “Evil”, mas é uma faixa legal pro repackage aleatório do LOOΠΔ 1/3.

Olá, como vocês estão?

E aleatoriamente, nessa semana, saíram uns teasers de que a sub unit do LOOΠΔ teria um repackage do mini álbum de debut delas. Foi meio aleatório, mas isso é sinal de que tão tentando fazer mesmo essas meninas acontecerem. Enfim, confiram ai, Sonatine (não faço ideia do que significa mas adorei o nome):

Continuar lendo

Pacotão Aleatório #9 – EXP Edition, Yesung, Berry Good, Chungha, SF9, Jia, HA:TFELT x Suran x Bohyung e Laboum

Olá, como vocês estão?

E nos últimos dias/semanas saíram algumas coisas por ai, e que por motivos variados, acabaram não aparecendo em posts aqui do blog. Então, lá vem o pacotão em que eu comento elas.

Começando pelo inusitado e polêmico boygroup de kpop só com ocidentais que debutou essa semana:

EXP Edition – Feel Like This

Continuar lendo

REVIEW: DO IT AMAZING! – YOLO

Olá, como vocês estão?

E mais uma review semanal. Dessa vez de algo que eu nunca pensei que fosse me interessar de vez: DIA

Quando elas debutaram, há quase 2 anos atrás, o único chamativo que fez com que eu desse alguma bola foi o fato de elas serem da MBK, empresa do T-ara, que eu gosto bastante. E tive uma impressão positiva, já que o aegyo-pseudo-hiphop-em-cenários-urbanos combinava com elas e era o suficiente pra dar uma levíssima identidade visual pro grupo, além de Somehow ser, pelo menos, uma das minhas 30 músicas favoritas de 2015. Mas ai, as coisas começaram a desandar… e desde então, eu não estive ligando muito pra elas. Mas ai, como a vida ama dar reviravoltas, a MBK decidiu dar um 2° LP pra elas (o que ultrajou muita gente, visto que T-ara só teve 1 na carreira toda e isso soou como um A B S U R D O para os queens, mas isso é uma história a parte). E elas pareciam estar voltando a suas origens de aegyo-pseudo-hiphop-em-cenários-urbanos, o que, junto com o LP, foi o suficiente pra me animar pro comeback (já devo ter comentado aqui que full álbuns sempre me deixam hypado)

Acho o 1° LP delas bem, mas beeeeeeem ok mesmo, nada que mude a vida de ninguém, mas nada que chegue a ser ruim. Apenas uma ouvida casual. Mas como será que está esse? Vale a ouvida? O que eu achei sobre a title e o resto vocês vêem ai embaixo.

Ouçam pelo Spotify:

Continuar lendo

FEMM (e LIZ) inventam o 3D na ótima Do It Again.

Olá, como vocês estão?

Dai que, do nada, FEMM resolveu lançar (finalmente) o pv pra Do It Again, o tal single cujo instrumental foi usado no vídeo do #MannequinChallenge que elas fizeram em novembro do ano passado, e que depois disso ficou sem notícias. Eu até cheguei a comentar ontem no twitter sobre como elas haviam esquecido no churrasco, e vejam só, elas lançaram hoje. When will you, Mãe Dináh??????? Confiram ai, Do It Again (feat LIZ):

Continuar lendo