Pacotão Aleatório #15 – Momoland, JBJ, Chungha e mais.

Olá, como estão?

E como involuntariamente virou costume aqui do blog, mais um pacotão trazendo os comebacks recentes que não apareceram em post solo (nesse caso, porque eu estava de férias do blog). Vamos que tem muita coisa pra falar.

Momoland – Bboom Bboom

A blogosfera toda ja disse como isso aqui tá bom, evocativo de Crayon Pop, que a JooE foi a melhor coisa que aconteceu nesse grupo, das acusações de plágio por parte de Serebro… e é isso mesmo, então, vamos apenas apreciar o primeiro smash da carreira do Momoland e de 2018 no kpop, ta ai algo que eu não achava que fosse acontecer com elas tão cedo.

-x-

JBJ – My Flower

O medo disso ser um tropical house (sinceramente, esse termo existe ainda? esses sintetizadores tão em tanta coisa que nem sei mais) furreca era real, mas assim como o medo de Fantasy ser um oppar-de-chocker furreca também era real, quebrei a cara pela 2° vez, My Flower é boa demais, curti as mudanças de tempo que são constantes. O mv é aquilo de “integrantes de boyband sendo fofinhos para arrancar suspiros dos fãs”, e não sei vocês, mas aqui arrancou.

-x-

Sunmi – Heroine

É… eu to me forçando bastante a gostar disso aqui, já que eu fiz o mesmo com Gashina e ela se tornou a minha 2° música favorita de 2017, mas sei lá… eu não sei o que há de errado com Heroine, a forma “fortalecedora” que os versos vão passando e o refrão EDM geralmente são coisas que colam comigo quando estão juntas, mas por algum motivo tá sendo difícil curtir de forma sincera. Pelo menos tem um clipe bem bonito.

-x-

Chungha – Roller Coaster

Já essa aqui foi amor a primeira vista, eu achei Why You Don’t Know boazinha, mas nada que botasse a Chungha no meu radar e tal, mas Roller Coaster é boa DEMAISSS, eu amei ela inteira, esse refrão synthpop é exatamente o que eu costumo gostar em faixas assim, sério mesmo, capaz de chegar dezembro e eu ainda estar curtindo da mesma forma que estou agora. Continue assim, Chungha.

-x-

LOOΠΔ/Gowon – One&Only

Nhé… LOOΠΔ chegando na reta final e finalmente estando completo ta me deixando como se eu fosse alguém que viu o filho crescer e agora chegou a formatura, to muito animado pro debut do grupo e minhas expectativas pra Gowon estavam altas assim como estiveram pra todo o projeto. Mas nossa, One&Only é tão sem graça, acho que é a faixa menos “uau” delas desde Around You. Mas como sempre, o clipe tá lindo, com várias teorias sobre uma dupla Gowon, a unit do Eden e a ruiva (que eu ainda acho que é a Choerry antes de pintar o cabelo)

-x-

Infinite – Tell Me

Como o single ta bem sem sal, vamos focar em I Hate, aquela bside que sempre nos faz chorar por não ser a title. Vi por ai que é dos mesmos produtores do DreamCatcher, o que justifica a semelhança sonora e tal, e poxa, o quão icônico isso seria como single? Infinite é automaticamente ligado a Sweetune, que sempre usou umas levíssimas referências metal nas produções (sendo o ápice disso na icônica Damaged Lady do Kara), um single que é de fato algo mais metal, rock paulera, etc, cairia como uma luva, mas ok.

-x-

DreamCatcher – Full Moon

Ver alguém lançando música comemorativa no kpop e essa música NÃO ser uma ballad de 5 minutos já é um presentão, e quando essa faixa é de fato o que aquele grupo faz de melhor, fica tudo lindo. Curti bastante a forma mais orquestral que as coisas seguem em Full Moon, mas sem deixar de lado o rock de sempre. Esse é o ano do desflop, a nação acredita em vocês, DreamCatcher!!!1

-x-

Oh My Girl – Secret Garden

Secret Garden não é tão impressionante quanto outras faixas do lado velvet do Oh My Girl, mas é bom ver o dito cujo de volta (daqui uns meses faz 2 anos desde Windy Day, tava na hora), e principalmente, ver que elas finalmente estão hitando algo nele, conseguindo até win. Não é uma faixa tão “uau” assim (o reconhecimento podia ter vindo lá no começo da carreira delas, que é cheio de obras primas), mas ainda é gostosinha de se ouvir. Agora é torcer pra que elas acertem no próximo comeback colorido e animado.

-x-

Holland – Neverland

Essa coisa Troye Sivan não cola comigo não (principalmente quando é do próprio), mas acho que ninguém ta colocando a faixa em primeiro plano quando se tem um artista assumidamente LGBT na cena coreana, né? Apesar de eu ficar com o pé um pouquinho atrás de todo o apoio ser unicamente pelo fato do Holland ser gay, é bom ver que tão dando todo esse suporte pra ele, é o primeiro passo pra uma possível (e desejada) porta que pode ser aberta futuramente.

-x-

Jimin – Hey

Já vai fazer 4 anos desde que Jimin inseriu HEY! no vocabulário mundial, então até que demorou pra ela entrar na onda e lançar essa faixa ai, mas antes tarde do que nunca, não? Ainda mais quando ela é totalmente o que se espera da Jimin, uma farofa hip hop insolente e grudenta. Merecia um clipe e divulgações melhores, claro, mas quando se tem uma realização de um meme tão icônica quanto essa, já podemos considerar o hit do ano.

-x-

E aqui está o primeiro pacotão de 2018. Esqueci de algo? Comentem ai embaixo

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostaram do post, compartilhem ❤

Anúncios

4 comentários sobre “Pacotão Aleatório #15 – Momoland, JBJ, Chungha e mais.

  1. SHIGATSU disse:

    Driano anjo de luz tirando um tempinho das férias pra fazer pacotão para nós ❤

    Abriu e fechou o pacotão com chave de ouro! janeiro veio bem promisso pro kpop nesse 2018, vamos torcer pra continuar assim pelo menos até o verão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s