Top 100 de 2017 – Parte 2 (85-71)

Olá, como vocês estão?

E o top 2017 está de volta, mais 15 faixas que estão longe do top 10 serão queimadas (algumas com dor no coração, admito), e estaremos 1 post mais perto do apocalíptico top 10. Será que mais algum solo do LOOΠΔ será queimado antes do top 50? Veremos (cansei desas intros ruins).

85 – Cosmic Girls – Miracle

wjsn-happy-moment-mp3

Eu achei Happy um bom single pro Happy Moment, a ideia de aegyozão positivista é boa e executaram muito bem… mas o álbum tinha músicas tão mais legais, e um desses exemplos é Miracle, que é basicamente a Secret de 2017, só que mais feliz e menos contida que a de 2016. Bem que ela merecia um mv espacial no lugar do de I Wish, hein, Starship. Ouçam aqui.

 

-x-

84 – FEMM – Falling For A Lullaby

6-femm-e4bb8ae5a49ce381afe38395e38299e382ade38299e383bce383bbe3838fe38299e38383e382af-featuring-lil-fang-yupin-5bradical-hardcore-remix5d-m4a-image

Ok, eu admito que o álbum de covers do FEMM decaiu bastante comigo nas ouvidas seguintes (aquele 8 la da review pode ser desconsiderado), as faixas dele são meio adocicadas demais pro FEMM, que sempre lança coisas feito isso aqui. Falling For A Lullaby é FEMM puro, é EDM dos anos 2000, é bem mais dark, é em inglês, enfim. Não é a melhor faixa delas em 2017, mas ainda é muito boa. Ouçam aqui.

-x-

83 – Yuseol – Ocean View

yuseol_ocean_view_cover_art

Convenhamos, se não fosse o hediondo e imperdoável plágio de Love Cherry Motion (como se a nação coreana inteira soubesse quem diabos são Yuseol e Choerry), mais da metade de nós não teria conhecimento disso aqui. Então parabéns pelo plágio concept, pois Ocean View é muito boa pra ser desconhecida (principalmente por ela abandonar a parte do tropical e vir só com o house fazendo esse papel de “aura refrescante de verão” que o povo parece ter esquecido como se faz sem o tropical house). Ah, e claro que um single de verão sendo lançado numa época onde só tem ballad e single de natal lá na Coreia é uma agradável surpresa.

-x-

82 – Girl’s Day – Thirsty

girls-day-everyday-5-6th-mini-album

Acho que 2 anos sumidas fizeram bem pro Girl’s Day. Hoje em dia não acho o single tão maravilhoso quanto achava na época, apesar de ainda gostar, mas o EP todo tem faixas bem boas (coisa que sempre foi rara, já que as bsides eram o sacrifício pros jams espetaculares que os singles delas costumam ser), e eu fiquei num embate sobre enfiar Love Again e Thirsty aqui no top. Mas parei pra ouvir ambas e conclui que prefiro essa midtempo R&B alá JoJo e essas outras cantoras dos anos 2000. E esses “I got you so thirsty” são maravilhosos <3. Ouçam aqui

-x-

81 – Koda Kumi – W Face

20201_a3m

Vocês sabem que eu não sou la o maior conhecedor de j-divas, então quando eu boto algo delas no meio dos meus tops eu me sinto como aquele fã de diva pop que conhece K.A.R.D e BLACKPINK e acha que sabe sobre todo o kpop. Enfim, W Face é uma farofa tosquíssima tão boa que acho que ela até passou o posto de guilty pleasure e está como algo que gosto verdadeiramente, o google tradutor falando “yas bitch, slay” é a coisa mais icônica do ano, e a junção de ballad + farofão (já que W Face é a união dos lados que a Koda usou nos álbuns) que tinha tudo pra dar errado, funciona muito bem.

-x-

80 – Jia – Candy

meng-jia-candy

*Tulla Luana’s voice* “Eu falei “vai ter single mensal até o álbum sair né, Jia?” e você fez assim… VOCÊ CONFIRMOU QUE IA TER SINGLE MENSAL”. Pois bem, Candy é bagunçada demais, o ritmo muda toda hora, e eu sentia que só engolia ela pelo biasismo altíssimo que tenho com a Jia… só que ai eu comecei a curtir ela verdadeiramente conforme as ouvidas passaram, e no fim esse monte de coisa junta começou a me agradar bastante. Falando em Jia, estou ansioso pro dueto dela com o Jackson, principalmente se ele não fizer rap lá.

-x-

79 – JBJ – Fantasy

jbj15

Na verdade até eu acho que Fantasy poderia estar mais alta no top, só que ultimamente eu tenho achado o refrão dela meio fraquinho demais, e ai os versos e o break que acabam dando a interessância que a faixa precisa. Porém eu não posso negar que ela continua sendo um ótimo exemplo de oppa-classudo concept (esses instrumentais árabes na backtrack são bons demais, pena que aparecem tão pouquinho).

-x-

78 – MixNine – Just Dance

mixnine-just-dance

Dentre os 500 realitys que tiveram esse ano, a melhor faixa de longe veio do MixNine (que eu ainda não parei pra assistir, prometo que logo faço isso), que além de ser um synthpop muito bom e alegre, também realiza a proeza de conseguir juntar as vozes das meninas com as dos meninos de uma forma que não soa como se eles estivessem querendo fugir dali o mais rápido possível. Quer dizer, talvez até queiram, afinal, quem quer ficar perto do YG?

-x-

77 – Seventeen (Minghao & Jun) – My I

1200x630bb

Eu não curti muito Don’t Wanna Cry não, mas o álbum é bem bacaninha e o destaque dele é de longe esse dueto da china line do grupo. My I é uma música tão gostosa de se ouvir, é até tranquilizante essa coisa mais acústica/tribal que tem na faixa (sem falar dos maiaiaiaiaiaiaiaiaiaiai grudentos), e só parei pra ver agora (ou já tinha visto e não me lembro) que a Pledis decidiu fazer um mv com a performance que eles fizeram nos shows, boa escolha ❤

-x-

76 – Stellar – Archangels Of The Sephiroth

stellar-1

Gente, o que aconteceu com o Stellar? Sinceramente, depois desse comeback eu não vi mais nada do grupo por ai. Pelo visto a novata vai ser a nova Youngji, ficando num grupo que tem de vivo só o nome mesmo (no caso delas nem isso, infelizmente). Mas pelo menos se despediram bem, Archangels Of The Sephiroth é uma faixa bem legal, e mesmo que não seja uma Vibrato, Marionette ou Sting da vida, dá pra farofar bastante (esse refrão é ótimo, e se não fosse pela bridge fraquinha, acho que dava pra faixa até ficar mais alta aqui no top)

-x-

75 – OGUOGU – Ice Chu

optimize-1-8

Eu ainda não sei o que a Jellyfish pretende fazer com o Gugudan, porque o conceito que até então achei que era da unit passou pro grupo principal no single de Páscoa adiantado (ou atrasado, dependendo do seu ponto de vista), mas o importante é que na sub unit ~e numa outra faixa ai~ eles acertaram o rumo, Ice Chu é bem gostosinha de se ouvir, e esse conceito Orange Caramel do mv combinou bem demais com tudo. Orange Caramel em seu dia de serial killer, né, por que é claro que quando você vai parar num mundo cheio de sorvetes, você OS DERRETE COM UM SECADOR DE CABELO E COME OS FILHOS DELES. OGUOGU presas amanhã.

-x-

74 – Jeon Soyeon – Jelly

jeon_soyeon_jelly_cover_art

Eu nem comentei isso aqui né? Nem imaginava que iria me viciar tanto na faixa também, tinha achado ela bem meh quando saiu. Porém Soyeon evocando a Hyuna de Bubble Pop/Ice Cream foi a melhor coisa que vi nas últimas semanas, Jelly é uma faixa tão bacaninha (e que fica melhor ainda com os elementos house aparecendo na 2° parte da faixa). O mv é um destaque também, adorei o “comi uma bala de ursinho e fui parar num universo com os outros rappers dos grupos da Cube” concept.

-x-

73 – AKMU – Reality

winter

Eu fiquei em duvida sobre qual bside do Winter enfiar aqui, só que Reality foi uma das coisas mais diferentonas que escutei no kpop esse ano, indo contra a proposta de faixas mais calminhas do LP dos irmãos, então dei prioridade. Ela é basicamente uma faixa de filme antigo da Disney, e isso é um elogio e tanto, não? Apenas ouçam isso e tenham momentos nostálgicos com algo que saiu tem só 11 meses <3. Ouçam aqui

-x-

72 – SF9 – O Sole Mio

183e4d_e8a66ffac87c4af48b20a3a56542e63emv2_d_1400_1400_s_2

Eu não achei O Sole Mio tão icônica maravilhosa igual a grande maioria de vocês acharam, mas é claro que ela é uma faixa bem boa e que surpreendeu bastante por vir de um grupo que até então parecia não ter um rumo específico na sonoridade. E também foi ela que iniciou a possível onda de latin pop no kpop (mês que vem veremos se isso continua), então se você é fã de SF9, já tem um argumento pra usar nas brigas de twitter, veja só.

-x-

71 – EXID (Junghwa) – Alice

18273883254207821

Eu como stan de comeback do EXID nunca achei que a Junghwa fosse ganhar um solo, e além disso, que fosse ser um farofão psicodélico tão maravilhoso quanto esse. Alice é bem o que eu espero de uma faixa fazendo referência a história de Lewis Caroll: algo fantasioso e que dá aquela sensação de perca da realidade. Eu particularmente sempre tive 0 problemas com a voz da Junghwa, então, que venham mais pancadões. Ouçam aqui

-x-

E la se foi mais uma parte. Vejo vocês na sexta, com a parte 3 do top (ou depois disso, mas logo sai).

PS: Sinto que estou atrasado pra dizer isso e acho até que pode soar meio insensível da minha parte dizer isso só agora, mas meus sentimentos aos shawols e admiradores do Jonghyun, eu realmente não sou bom com palavras e é um momento muito difícil pra todos, mas vamos torcer pra que ele esteja em paz e que os familiares e amigos se confortem 😦

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostaram do post, compartilhem ❤

Anúncios

6 comentários sobre “Top 100 de 2017 – Parte 2 (85-71)

  1. B1a4Beca disse:

    Eu ia reclamar de O sole mio tão baixa, mas eu tô muito ocupada anestesiada com Alice
    E aparentemente Just Dance pra qual eu caguei esse tempo todo agora ficou na minha cabeça mesmo sem eu querer
    Agora eu vou passar a semana com ela mesmo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s