A.C.E continua sua trajetória de nugus mais relevantes do ano com a ótima ‘Callin” <3

Em comparação com o começo do mês, essa semana tá sendo bem movimentada em questões de comebacks. Enquanto não sai o pacotão comentando tudo o que saiu em setembro e esse mês na semana que vem, vou fazer posts solo pro que mais gostei.

E então. A.C.E voltou depois de ter debutado iconicamente com Cactus la em maio e chamado a atenção de todos nós pela música ser ótima e por eles terem muito talento (hihi), e desde então eu fiquei bem animado pra um comeback deles. E bem, eis que saiu, e eu sai 100% satisfeito:

Continuar lendo

Anúncios

REVIEW: FEMM – 80s/90s J-POP REVIVAL

Olá, como vocês estão?

E cá estou eu fazendo review pra um dos lançamentos de 2017 que mais me animei.

FEMM é um dos meus atos japoneses favoritos da vida (não que meu conhecimento das coisas de lá seja no mesmo nível do kpop, mas né…), e desde que eu vi o primeiro clipe delas há mais ou menos 1 ano, foi amor a primeira vista. O conceito de “manequins humanos cantando música pop datada” é algo tão simples, mas que funciona tão bem, principalmente pelo fato de que as músicas delas são sempre bem produzidas e ganham fácil o povão do nicho.

Bem, o FEMM-ISATION é fácil fácil top 3 dos álbuns de 2014 (se vocês não ouviram, recomendo fazer isso assim que terminarem de ler esse post), e quando saiu que elas iriam lançar um álbum de covers dos clássicos japoneses dos anos 80 e 90, todos da maneira FEMM de ser, eu fiquei muito animado, e contei os dias pra isso sair. E FINALMENTE ESTÁ ENTRE NÓSSSSSWUE9F8RFGUREHUWIHFNV.

Enfim, ouçam pelo Spotify:

Continuar lendo

E chegou a hora de comentar as indicações do MAMA 2017.

Olá, como vocês estão?

E chegou aquela época do ano em que toda a fanbase fica em chamas. Isso, amigos, o MAMA está entre nós. Ao menos as indicações. Não estão tendo tantas guerras quanto achei que teriam (só as armys parecem estar votando por agora), mas duvido que isso vai durar mais que 24 hrs.

Enfim, surpreendentemente, esse MAMA parece que vai compensar aquele quase-fiasco do ano passado, caso as indicações sirvam de indicador. Sem mais delongas, vamos comentar os indicados:

djtqgqnxoaaexj5

Começou #2017MAMA

Continuar lendo

Um post rasgando seda atrasadamente (ou nem tanto) pros novos singles do FEMM.

Como vocês devem estar vendo por ai, o duo mais icônico do jpop vai voltar com um LP de covers e faixas originais dando um revival dos hits do Japão nos anos 80 e 90. E enquanto a ideia por si só já parece ótima, ela fica ainda melhor na prática, afinal, a equipe por trás de FEMM sabe exatamente o que está fazendo com elas e está deixando tudo icônico.

Começando, o single que saiu ontem (e a melhor faixa delas no ano, de longe), o cover de Samishii Nettaigyo, originalmente de WINK:

Continuar lendo

“I Wander” e “Read Me” são faixas bem boas, mas só de ter HA:TFELT voltando esse comeback já valeria totalmente a pena. <3

Olá, como vocês estão?

E ontem, depois de 3 anos desde o incrível, único, maravilhoso, revolucionário e icônico Me?, HA:TFELT (ou Yeeun pros íntimos) voltou com 2 singles, iniciando sua carreira como uma solista propriamente dita. Não preciso nem dizer como eu estava ansioso pra isso, e sai bem satisfeito. Começando por I Wander:

Continuar lendo

TWICE finalmente resolveu mostrar todo seu potencial e tem seu melhor single até hoje com ‘One More Time’. Amém?

Olá, como vocês estão?

Aleatoriamente saiu, ontem, o mv/pv de One More Time do Twice, a primeira música originalmente japonesa das meninas, e que tava me deixando muito ansioso porque finalmente parecia que elas iam lançar uma música que não me fizesse achar apenas “ok”. E bem, eu felizmente acertei. Confiram ai:

Continuar lendo

REVIEW: LOOΠΔ ODD EYE CIRCLE – MIX&MATCH

Olá, como vocês estão?

E FINALMENTE estou aqui com mais uma review, depois de quase 2 meses sem (pra quem sempre tentou trazer 1 por semana já é muito tempo), agora temos um lançamento interessante pra se resenhar aparecendo.

Eu tinha expectativas muito altas pra isso aqui desde o momento em que Kim Lip chegou mudando 100% a imagem do LOOΠΔ lá em maio, e saber que teriam mais duas meninas na mesma vibe + unit me deixou muito hypado.

Há 6 meses atrás eu estava aqui fazendo review do Love & Live e dizendo como ele era agradável (e como a ideia de unit era extremamente aleatória, mas hoje em dia quebrei a cara), mas nada realmente marcante. Eu ainda acho isso, mas felizmente não é o caso com o Mix&Match. O que eu achei vocês conferem aqui embaixo:

Ouçam pelo Spotify:

Continuar lendo