Top 70 de 2014 – Parte 4 (25-11)

Olá, como vocês estão?

E cá estou eu (olha só, no prazo certo) com a penúltima parte do top de 2014, mais 15 faixas rodarão e depois disso restará apenas o icônico e salvador de vidas top 10. Será que muitas favoritas serão barradas nos 45 do segundo tempo? Veremos!

25 – Hyoseong – Goodnight Kiss

hyosung_1400100882_af_org

Aff, que música boa. Quem diria que um dia alguém iria misturar canções de ninar com breaks de trap numa faixa super sensual, e ainda mais, que isso iria funcionar? Goodnight Kiss é uma dessas faixas cheias de breaks e que não tem versos, basicamente, sendo 100% refrães diferentes entre si. E bem, isso é ótimo, porque além de Goodnight Kiss ser ótima, esse fator faz com que ela tenha se destacado entre os 12893289 sexy concepts que tivemos 3 anos atrás (na verdade, arrisco dizer que ela se destaca até hoje). Ainda dá tempo de dar um comeback pra ela esse ano, TS.

-x-

24 – After School – Ms Independent

afterschool

Bom, Shh é um hino maravilhoso, mas Ms Independent roubou meu coração quando escutei esse álbum pela primeira vez, e até hoje ela permanece vivíssima no meu dia-a-dia. Ms Independent segue a mesma sonoridade das outras faixas do Dress To Kill, mas a magia tá no refrão, em que ela explode numa farofona maravilhosa e energética, provavelmente uma das bsides que mais amo do After School até hoje (não que elas estejam vivas pra lançar mais, né, mas enfim), Ms Independent é um hino atemporal, e que criminalmente não recebeu mv algum, sabe-se lá por que. Ouçam aqui

-x-

23 – f(x) – Dracula

17ba689a3ca42e71a02f651e7fc70350d6e55cee_hq

Que o Red Light é um álbum ótimo acho que vocês todos devem concordar, mas creio que eu devo ser um dos poucos que acha Dracula esse hino gigantesco (já que a maioria prefere Milk/Butterfly, ambas faixas ótimas também, mas…). Isso aqui é tão único, a mistura de elementos de filme de terror trash com os sintetizadores é algo que eu nunca pensei que fosse ver na vida, e toda a faixa é ótima, o pré-refrão e a bridge, principalmente, são ótimos, e assim como a faixa la em cima, acho um absurdo que a SM não tenha feito um mv pra isso aqui, seria lindo algo seguindo a vibe de Married To The Music, mas menos alegre e bem mais sombrio. Ouçam aqui.

-x-

22 – Orange Caramel – My Copycat

cover_3

Orange Caramel sempre foi conhecido por ter conceitos bem criativos, mas olha, eu acho que nada na videografia delas vai bater isso aqui (ainda mais considerando que a sub unit tá tão morta quanto o grupo principal). My Copycat, a faixa, por si só já é bacana, a estrutura farofenta dela é legal e ela é bem grudenta, mas ela consegue melhorar 10000x com o mv, que deve ser um dos mais criativos da… música num todo? Sei lá, não consigo me lembrar de coisas assim na música mundial. O “onde está Wally” concept é original demais, e ainda por cima, muito bem usado, fazendo com que um simples clipe se torne algo interativo (não sei vocês, mas eu já me peguei várias vezes pausando isso aqui pra achar os erros e tudo mais).

-x-

21 – Girls’ Generation (TaeTiSeo) – Holler

coverartoftts2ndminialbumholler

Acho que posso dizer com toda a certeza que Holler é uma das faixas SNSD-related que eu mais gosto na vida, não sei o motivo, mas acho isso aqui tão bom, tão grudento, tão… sei la, diferente do SNSD? Como eu disse na parte anterior, é óbvio que o TTS é só uma dessas units que servem pra lançar músicas que poderiam ser do grupo principal tranquilamente, mas por algum motivo, assim como em Adrenaline, eu não imagino isso nas mãos do grupo completo (é esse o propósito de uma sub unit, afinal). Holler é uma faixa bem viciante, e que tem um caixa-da-SM concept muito bem realizado que deixa tudo ainda melhor. Ah, e diga-se de passagem, a bridge disso aqui é muito boa.

-x-

20 – FEMM – Whiplash

femm_femm-isation_cover

A faixa encerradora-não oficial do FEMM-ISATION é boa demais, né? (Pra mim ela sempre será a música que termina aquilo, ainda não engoli usarem Wannabe pra esse papel). Whiplash é tão “encerramento alegre” que chega dói, a faixa tem uma vibe farofa, já que é FEMM, então não poderia ser diferente, mas ao mesmo tempo ela entrega algum sentimento de alegria, ou algo assim, não sei explicar, mas isso aqui é incrível. E incrível é uma coisa que eu posso falar desse clipe também, que eu, não sei se é por não saber nada de filmagem, mas parece tão insano, não parece haver cortes nisso aqui, e isso que deixa tudo mais legal. Rainhas.

-x-

19 – Kara – Mamma Mia

kara_-_day_and_night_cover

Mamma Mia veio como um anjo de luz na terra quando saiu, afinal, Kara estava numa situação de desfecho indecifrável, já que perdeu 2 integrantes e a DSP resolveu enfiar uma menina nova num grupo que na época ja tinha 7 anos de carreira, coisa que não agradou muito os kamilias (e eu provavelmente teria a mesma reação se fosse do fandom). Mas o que importa é que o Kara deu sim a volta por cima, já que Mamma Mia é uma das melhores músicas delas, e que mesmo sendo a 1° faixa sem Sweetune delas em anos, consegue muito bem permanecer com o jeito Kara de ser, mas nesse caso, optando por uma vibe disco 70’s bem vibrante e alegre. E destaque pro instrumental disso, que é maravilhoso.

-x-

18 – Sunmi – Burn

fullmoonsunmi

Argh, ai sim. Eu adoro Full Moon e Who Am I (como vocês puderam ver ao longo do top), mas o verdadeiro destaque do mini da Sunmi é, sem nenhuma sombra de duvida, essa farofa apocalíptica aqui, que começa calminha e aos poucos vai crescendo, até chegar num break que serve de refrão. Até ai tudo normal, mas a magia de Burn está no fato de que, a cada refrão, a coisa vai acelerando ainda mais, e então quando chegamos no final, a faixa vira um pancadão sem precedentes e com um replay factor lindíssimo. Maravilhosa. Ouçam aqui.

-x-

17 – Jolin Tsai – Miss Trouble

69781468gw1etj2d3mdd1j20m80xcjuo

Pensaram que não ia rolar Jolin Tsai nesse top né? 2014 foi um ano bem bom pra ela, e mesmo que eu quisesse ter enfiado mais faixas do Play aqui, acabei optando só pela santíssima trindade mesmo (coisa que eu ja disse de outros álbuns de 2014, saudades da minha originalidade). Miss Trouble é uma faixa tão diferente, e acho que é exatamente por isso que gosto dela. Ela começa como uma mistura de reggae e hip-hop, pra chegar num refrão mais dark e sensual, e então ir direto pra um BREAK DE CANTO LÍRICO. E esse tanto de elementos diferentes na mesma música é ótimo, e provavelmente são essas coisas que fazem de Miss Trouble a minha bside favorita de 2014 (daqui pra frente só singles). Ouçam aqui.

-x-

16 – B.A.P – 1004 (Angel)

bap-firstsensibility

Ai, eu tenho uma ligação tão sentimental com isso. Todo o First Sensibility é bom (inclusive quero trazer review dele um dia), e o que mais me atrai nele é justamente a title. 1004 é B.A.P sendo B.A.P, hiphop misturado com rock, e tudo bem dramático, mas ela é uma música tão bonita e intensa… adoro demais isso aqui. E também foi quando tive meu primeiro contato com meu amado ❤ Yongguk <3. Ah, e o mv é o meu favorito deles também, mesmo que seja aquela coisa de “oppas morrendo e sofrendo que precisa de teoria pra entender”, antes mesmo de isso começar a virar tendência. Reis pioneiros.

-x-

15 – FEMM – Dead Wrong

femm_femm-isation_cover

Eu disse que ia encher isso de FEMM, não disse? Pois bem. Dead Wrong é, provavelmente, uma das faixas com mais replay factor que o álbum delas tem, e ela é tão simples, é basicamente só refrão do começo ao fim (que por sinal, é um ótimo refrão, daqueles que na 1°ouvida ainda já sabemos cantá-lo direitinho), e tem uma letra tão comum sobre um mano grudento que não larga elas, e além de tudo, é uma música tão curta, só com 2 minutos e meio… bem, deve ser por isso que ela é tão catchy e viciante, não? Rainhas.

-x-

14 – EXID – Up & Down

tumblr_ncmnqlt6uq1tu668fo1_1280

I C O N I C. EXID é provavelmente, junto com o AOA, o girlgroup com desflop mais marcante de 2014. Up & Down é uma faixa tão boa, tão grudenta (esses wi are wi wi are são impossíveis de tirar da cabeça numa primeira vez que são escutados), e que tem uma intro tão marcante que é impossível não gritar um “QUE HINO” quando ela começa. Na verdade, acho que isso serve de descrição pro que veio a se associar ao EXID num todo, não? Bem, de qualquer forma, Up & Down é um ícone atemporal. Rainhas também.

-x-

13 – 2PM – Go Crazy

2PM 정규 4집 일반판 ᄃ

Olha, eu vou ser sincero, 2PM é um dos boygroups que eu menos dou bola no kpop todo. Não há motivo, apenas nunca me interessei por eles nem nada do tipo. Mas não posso negar que Go Crazy é uma farofa ótima, né? Isso aqui é tão descontraído e tosco que tenho quase certeza que é como uma sátira aos elementos trasheiros que boygroups costumavam usar (no passado, já que hoje em dia tá em pouca quantidade). E é exatamente por isso que Go Crazy é boa, ela não é conceitual nem cheia de teorias, são só os manos dançando dentro de uma caixa luminosa com uma coreografia simples e memorável, e com uma música efetiva, e tão simples quanto. Ultimamente isso tá em falta entre os garotos no kpop, e seria lindo ver alguém apostando em coisas assim atualmente. Mas enquanto não temos esses ditos cujos entre nós, vamos apreciar Go Crazy.

-x-

12 – Stellar – Marionette

cover1

Infelizmente, Marionette é icônica por um motivo não muito legal, já que quando isso saiu foi uma chuva de hate imensa pra cima das meninas (bundas e decotes aparentemente também assustam os coreanos, assim como o já citado sexo a três). E todo esse ódio foi um crime, já que Marionette é uma música maravilhosa, dramática, intensa, e que a cada ouvida fica ainda melhor. Eu babo muito pros Sweetune por achar as produções deles ótimas, e é por coisas como essa aqui que eu faço isso. Não é a melhor faixa do Stellar em 2014, e acho que se não fosse por outra ela estaria no top 10 (spoilerzão rolando), mas acho que um 12° lugar é bem digno.

-x-

11 – Jolin Tsai – I’m Not Yours (feat Namie Amuro)

69781468gw1etj2d3mdd1j20m80xcjuo

E falando em iconicidade… isso aqui é provavelmente uma das colaborações mais icônicas da música asiática, não? É aquele tipo de feat que anos depois ainda parece surreal. Jolin e Namie juntas já teriam salvado o mundo só por estarem juntas, mas pra nossa felicidade, I’m Not Yours é um hino espetacular, mesmo que bem datada. É uma faixa bem catchy e com um replay factor enorme, e o “unidas para matar homem” concept é muito bem usado aqui, se aproveitando de elementos folclóricos e tudo mais para elas mandarem a mensagem de que são suas próprias garotas num mv lindíssimo (assim como todos os que Jolin vem fazendo desde o Muse, na verdade). Hino atemporal.

-x-

E essa foi a penúltima parte do top 2014, logo mais estarei com as 10 melhores, os hinos icônicos que prevalecem até hoje comigo (isso pode ser dito das faixas que estão nessa e na anterior também, mas não posso perder a descrição de efeito).

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, compartilhe ❤

17 comentários sobre “Top 70 de 2014 – Parte 4 (25-11)

  1. Sowon Xiita disse:

    Gostei dessa Burn da Sunmi, mas que morte horrível a sabotagem pra cima de Go Crazy em? e_e Pelo menos compensou com Eu Não Sou Tuas Nega e Angel aparecendo, legal que tu deu um jeito de sabotar uma outra música que não fosse Play ou Good Luck.

    Curtir

  2. Igor Lunei (@igorlunei) disse:

    SEU DESGRAÇADO, EU NÃO TO ACREDITANDO NESSE BOICOTE PRA CIMA DE MAMMA MIA, GO CRAZY E UP AND DOWN, AAAAAAARRRRTTHHHHGHGHHH

    Nem sei o que chutar pro top 10, pois tem uma meia dúzia de trecos bem fortes que saíram naquele ano, mas nunca vi tu comentar (kyary, epik high), mas, vou tentar:

    Girl’s Day – Something
    Hyuna – Red
    BoA – Masayume Chasing
    AOA – Miniskirt
    Stellar – Mask
    Yenny – Ain’t Nobody
    F(x) – Red Light
    FEMM – Fxxk Boyz Get Money
    Jolin – Play
    2NE1 – Aquela música do clipe horrível com as paredes coloridas que doem a vista

    Curtir

  3. Minzycreide disse:

    Mamma Mia hinão
    Pelo menos tem alguma voisa pra me deixar mais felizinha em um dia que eu caio e quase quebro a cabeça e descubro que sou mais magra que a TaeYeon.Aliás, o mundo deveria ver minha queda.
    Enfim, eu amo Orange Caramel e essa música é iconoravilhosa demais para não estar no top 10, mas a vida é assim.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s