Top 70 de 2014 – Parte 3 (40-26)

Olá, como vocês estão?

E cá estou eu com mais uma parte do top de 2014 (e novamente atrasado, você quer, YG?), agora chegamos na metade, e daqui pra frente só mais 25 faixas até a grande salvadora do kpop 3 anos atrás.

Será que dessa vez teremos mais um clássico sendo boicotado do top 10? Veremos.

40 – Girl’s Generation (TaeTiSeo) – Adrenaline

coverartoftts2ndminialbumholler

Acho que é unânime entre os capopeiros que o TTS é uma dessas units que não tem nenhum propósito de se distanciar do grupo principal, e que todos os singles delas poderiam ser do SNSD sem duvidas. Mas bem, por algum motivo desconhecido, eu acho que Adrenaline se encaixa mais com o trio do que com as oito. Essa música tem um instrumental tão bom, e é tão alegre/energética… chega um ponto em que ela fica basicamente só refrão, e isso é ótimo, porque ajuda ainda mais a grudar. Não é a melhor faixa delas em 2014 (com isso eu dei um spoilerzão do top), mas é uma ótima música. Ouçam aqui.

-x-

39 – Taemin – Danger

taemin_ace

2014 também foi o ano em que o Taemin debutou solo. Nós não tivemos comeback coreano do SHINee, e acho que Danger é exatamente algo que eles poderiam lançar como single (na verdade essa é a impressão que eu tenho de boa parte das músicas do Taemin, mas isso não é algo negativo nem nada), a faixa é um dance sombrio e bem grudento (tanto pelos pré-refrões quanto pelos pós-refrão, que na verdade acabam sendo a mesma coisa, mas finjam que não), e que encarna muito bem esse espírito Michael Jackson de ser, e acho que isso é um elogio, não?

-x-

38 – Spica – You Don’t Love Me

28274933_800_800

Eu não sei se You Don’t Love Me ser o destaque do Spica em 2014 é algo bom, porque elas pareciam bem promissoras, e a faixa soava mais como um início de um ano produtivo, mas ai o grupo foi enterrado e as chances do desflop morreram. Enfim, vamos falar da faixa, que é ótima e arrisco dizer que é uma das que mais gosto delas. Spica sempre teve uma sonoridade mais diferentona, apostando em R&B e seus semelhantes, e tudo isso com a ótima vocal line delas, e eu acho que You Don’t Love Me é a música delas que mais mostra isso (Bohyung gritando com gosto no comecinho da faixa e na bridge é lindo <3). 2014 foi um ano cheio dos sexy concept, como vocês sabem, e essa pegada retrô faz esse comeback se tornar um dos mais únicos do ano.

-x-

37 – Sonamoo – Deja Vu

sonamoo_1419962785_af_org

Sonamoo parecia muito promissor no debut (que por acaso foi literalmente 3 dias antes do ano acabar), e é uma pena que esse conceito não tenha vingado com elas, porque essa coisa mais B.A.P feminino casa bem com as meninas, ainda mais com um hip hop anos 90 como Deja Vu. Que música boa, meu pai. O refrão é bem grudento, os raps são ótimos, o break pré-bridge (que é boa também) é icônico…. tudo ótimo. Bem, elas voltaram a lançar música boa de verdade, então espero poder criar expectativas pro retorno do Sonamoo girlcrush. Isso se a TS não resolver enterrar elas junto com o Secret depois de debutar 10 aleatórios.

-x-

36 – Song Jieun – Twenty-Five

48651-265106

Jieun em 2014 resolveu dar uma repaginada em si mesma, e ao invés de voltar com as ballads de sempre (que são ótimas, inclusive), veio com algo bem mais alegre e colorido. E bem, essa saída da linha deu muito certo, porque 25 é uma faixa muito boa. É a tradicional midtempo de verão com sax, mas ela é tão bem feita, os pseudo-raps no pós-refrão são tão grudentos, que tudo acaba ficando bem diferente das outras faixas do mesmo gênero. Se ela voltar com mais coisas assim futuramente, acharei ótimo.

-x-

35 – FEMM – The Real Thing

femm_femm-isation_cover

FEMM é conhecido por ter um conceito muito único (manequins cantando música pop datada é algo que nunca veremos muito por ai), mas acho que The Real Thing é a faixa mais humana delas. Não digo isso só pelo fato de ela ser bem mais cantada passionalmente do que as outras músicas do duo (rola até uma highnotezinha lá no fundo, que eu nem sei se é highnote ou se eu que to ouvindo coisas, mas rola), mas também pelo fato de que elas abandonam as letras de “vamos fritar a noite inteira” e optam por militar (não tem como usar esse termo sem parecer um deboche ácido, credo) pelo quanto nós somos presos a tecnologia, e que elas querem a coisa real, com contato visual e tudo mais. Rainhas.

-x-

34 – AOA – Like A Cat

aoa-likeacat

ISSO AQUI É UM MARCO NA MÚSICA POP MUNDIAL. AOA sempre tem intros icônicas, mas essa aqui supera todos os limites. Afinal, quando alguém irá dizer novamente que é boa, é quente, é moderna e é voadora? Ninguém, obviamente. E claro que não é só a intro icônica, mas o mv com o bandidas concept também é, junto com a faixa, que é muito catchy e tem vários pontos altos (tipo a bridge e os “lalalala”). Like A Cat é AOA sendo AOA, elas piranhando sob alguma profissão, vários “hey”, e tudo mais, e essa é uma fórmula que nunca falhou comigo, então com essa aqui não foi diferente.

-x-

33 – Infinite – Back

cover

Eu adoro essas faixas que começam como uma ballad/midtempo e que mudam pra uma farofa. E melhor ainda quando isso é feito como aqui, de forma sutil e crescente, acho muito bom o jeito que a faixa vai evoluindo até explodir nos sintetizadores e não sair mais deles. Back é dramática do começo ao fim (Infinite, né, geralmente eles seguem esse estilo mesmo), e isso é um ponto alto, pois ai a música não soa como se colassem duas faixas diferentes em uma só. Hino. Mas tentem focar só na faixa e ignorem o mv que acaba sendo não-intencionalmente tosco.

-x-

32 – Minx – Why DId You Come To My Home

minx-why-did-you-come-to-my-home

Bem, acho que todos concordamos que Minx está muito melhor servindo a satã como DreamCatcher do que fazendo aegyo como Minx. Mas o aegyo delas não era ruim, como vocês podem ver pelo original debut delas ai em cima. WDYCTMH (até a sigla disso fica grande) é um pop bem gostosinho e que pode parecer bem sem sal nas primeiras ouvidas, mas conforme vamos escutando ela acaba se tornando um hinão (coisa que ja disse de outras faixas daqui, preciso variar meus termos), principalmente pela bridge de rap acompanhada pela highnote de 1 ano da menina. Esperando a rock version.

-x-

31 – FEMM – Kill The DJ

femm_femm-isation_cover

Mais uma faixa do FEMM dando as caras aqui, porque elas tem música boa demais pra deixar de fora. Dessa vez, voltamos a vertente do “Lady Gaga em TFM” que elas seguem em algumas músicas, e assim como na dita cuja, funciona muito bem, Kill The DJ tem um refrão maravilhoso e viciante, tanto pela letra catchy  e grudenta (esses kill the dj play my song são icônicos) quanto pelo instrumental bacana. Pena que é provavelmente um dos mvs mais baixo orçamento delas (ok que todos são, mas vocês entenderam) e de interessante mesmo só o Britney Spears em Toxic concept da LuLa.

-x-

30 – Red Velvet – Happiness

1200x630bb2

Creio eu que boa parte de vocês devem achar isso aqui ruim, então já estou vendo os olhares de desgosto. Mas fazer o quê se Happiness é um dos melhores singles delas até hoje? Esse líderes de torcida no mato concept é icônico, e o que deveria soar como uma enorme aleatoriedade visual, acaba ficando bem legal no fim. Mas claro que o destaque é da faixa mesmo, que encarna muito bem o lado red que até então não sabíamos que existia, com algo grudento (dessa vez muito grudento) pra se destacar na faixa, uma vibe alegre, e tudo mais. Ah, e o solo da Wendy nisso aqui é salvador de vidas também… Red Velvet debutou sob uma enorme bagunça (escândalos do EXO, Sulli entrando em hiatos, os MeUs até então sem nome trucidando as meninas por Happiness se parecer com f(x)), mas felizmente hoje em dia estão firmes e fortes.

-x-

29 – Mamamoo – Piano Man

cover

Eu não acho Mr Ambiguous tão maravilhosa assim (não é ruim, mas acaba empalidecendo perto de outras faixas delas), e pra mim Piano Man que é a verdadeira pérola do Mamamoo em 2014. E uma das músicas delas que mais se aproveita do jazz, e acho que esse é um dos motivos que faz Piano Man ser a minha 2° música favorita do grupo, além desse pré-refrão/refrão bem bom e a aura mais misteriosa que a faixa tem. Ah, e destaque pra bridge também, essa highnote da Wheein é linda ❤

-x-

28 – Dalshabet – B.B.B

2225094_org

Que hino, meu pai. Big Brother Brasil é uma das melhores faixas do Dalshabet até hoje, e uma das mais únicas delas também (nenhuma outra música delas usa o Sweet Dreams feat trilha sonora de filme trash de ação concept daqui). B.B.B é toda boa, tem versos bacanas, uma boa bridge, um ótimo (e dramático) refrão… eu acho esse tipo de instrumental tão bom, e B.B.B usa ele muito bem, a faixa acaba se tornando um dos destaques na carreira delas.

-x-

27 – After School – Shh

afterschool

Como eu ja disse aqui, o Dress To Kill é um álbum ótimo, e o single é com certeza um dos maiores destaques, Shh é um synthpop sombrio e sensual muito bom, e que gruda bastante pelo refrão com os “xixixixixixixxicret love” sendo repetidos quase a faixa inteira. O álbum tem uma sonoridade bem específica, e mesmo não sendo a melhor dele (ainda falarei mais disso), é a que mais transmite a proposta dele, sem sombra de duvidas. E o mv só acentua isso, seguindo a vibe dark da faixa num preto e branco classudo. Volta, After School.

-x-

26 – Brown Eyed Girls – Hush

39902-andltahrefhttpwwwjpo-un2q

BEG resolveu comemorar seus 8 anos de carreira em 2014 com uma coletânea, mas por algum motivo aleatório elas não fizeram um mv pra bônus track inédita dele, e isso é um crime, porque Hush, até então, era a melhor música delas desde Sixth Sense. Mas já que não adianta chorar pelo mv esquecido no churrasco, vamos apreciar esse hinão farofeiro aqui. Hush tem uma backtrack intensa e dançante, geralmente é o que esperamos das farofas delas mesmo, mas ela tem o bônus de ter um grande replay factor, até hoje eu sou viciadíssimo nisso aqui. A bridge disso aqui é épica ❤ Ouçam aqui.

-x-

E la se foi mais uma parte do top 2014, agora entramos na reta final e o top 10 está cada vez mais próximo (leiam com dramaticidade).

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, compartilhe ❤

20 comentários sobre “Top 70 de 2014 – Parte 3 (40-26)

  1. B1a4Beca disse:

    Why Did You Come To My Home HINO!!!!
    E adorei a música do Infinite, bem dramática, gosto disso neles

    Agora um segundinho pra apreciar o Gongchan maravilhoso no MV de Piano Man, porque tenho que fazer jus ao meu nome

    Curtir

  2. Tássia disse:

    Adriano querendo a ira do público tirando BBB do top 10 hahahahaha eu to é curiosa pro resto do seu top, pq vc eliminou sem dó várias das minhas favoritas já @.@

    E eu tinha ESQUECIDO QUE SHH EXISTIA, me perdoe Nana deusa (como pode um single tão bom ficar tão esquecido?)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s