Top 70 de 2014 – Parte 2 (55-41)

Olá, como vocês estão?

E como eu prometi, cá estou eu com a 2° parte do top de 2014, agora mais 15 faixas rodam antes da metade do top, era pra eu ter postado isso ontem, mas imprevistos a.k.a preguiça acabaram atrasando as coisas. E me perdoem pela intro curta, eu não sei muito bem o que dizer agora, hihi.

Enfim, vamos lá:

55 – Bob Girls – No Way

628519b2c8a7ff6abcfda0387cae60a5

Algo que eu posso afirmar é que 2014 foi um ano muito bom pros apreciadores das nugus, porque saíram várias faixas bacanas. E No Way é uma delas. Inclusive, eu não faço ideia de quem sejam essas meninas e muito menos por onde andam, mas parabéns pra elas por terem lançado uma música boa assim. No Way é somente uma midtempo acústica, que permanece assim até o fim, mas a batida leve e quase imperceptível que vai aparecendo ao longo da faixa tem um enorme poder de transformar algo que poderia ser só passável em algo bem bom. Bob Girls rainhas. Ah, e o mv que faz bom uso do baixo orçamento com o Mickey-concept, inusitadamente, combina bem com a faixa.

-x-

54 – T-ara – Sugar Free

t-ara_-_and_26_end

Sim, eu estou vendo os planos de boicote pra cima de mim que estão sendo bolados nesse momento por açúcar de graça estar em 54°. E se preparem por quê esse é o menor dos ultrajes que eu cometi com os comebacks icônicos de 2014 nesse top -q. T-ara sempre teve fama de farofeiras, e bem, é por coisas feito Sugar Free que (felizmente, afinal, quem não gosta de um pancadão?) podemos dizer isso. Acho que o diferencial de Sugar Free é que ela é um EDM puro, ao invés de misturar com pop e outros gêneros como tem no kpop costumeiramente. E bem, isso é ótimo, porque a faixa é muito rebolativa e viciante (principalmente a bridge, acho ela muito boa), e acaba por ser um dos singles mais fortes delas, mas que tá baixo assim na lista porque não tenho mais tanta vontade de gritar um QUE HINO bem alto quando escuto ela igual antigamente.

-x-

53 – VIXX – Eternity

1464297305943_oj2ivdktey_l

VIXX teve um bom ano em 2014, com 2 singles legais e um mini tão bacana quanto (After Dark hinão do Error <3), e a minha música favorita deles naquele ano foi de longe Eternity (que assim como Error, acho que poderia estar mais alta aqui). A carga dramática que tem em cima da faixa é maravilhosa, e combina muito bem com o dark concept habitual deles (que aqui é mais leve, mas ainda assim). Adoro faixas que são dançantes mas que também servem pra morrer de chorar, e com ela isso não foi diferente, adoro o refrão intenso da faixa, e a bridge com os “ooooohh” em coro é icônica ❤

-x-

52 – Sunmi – Full Moon

fullmoonsunmi

Já que eu falei de dark concept ali em cima, vamos nos aprofundar mais na coisa. Sunmi, em 2013 e 2014, se provou ser uma artista extremamente interessante a se acompanhar, e é uma pena que na JYP ela tenha tido só dois lançamentos. Mas enquanto ela não volta esse mês, vamos relembrar Full Moon. Ela é só mais uma das trocentas midtempos sensuais™ que tivemos em 2014, mas acabou sendo uma das mais marcantes. Talvez por ser uma das primeiras? Ou por se tratar de Sunmi? Não sei, mas Full Moon hoje em dia é quase um clássico pra mim, a faixa é simplória, mas tem tanto replay factor que chega dói. E ainda temos esse mv lindíssimo pra ajudar.

-x-

51 – Fiestar – One More

1200x630bb1

E falando em sexy concept… Fiestar era um girlgroup com um conceito um pouco mais teen antes de One More, e mesmo que eu adore o debut delas (falamos mais disso no top 2012), acho que esse é o conceito que mais se encaixa nelas. One More é uma faixa extremamente grudenta e viciante (tentem tirar esses lalalararararranananananado da cabeça), e a cada ouvida é como se ela se prendesse ainda mais na mente. Uma pena que sexo a três seja algo que assuste os coreanos e a faixa tenha sido censurada.

-x-

50 – Girl’s Generation – Mr Mr

847bb7d3a0c3449e76ab11124ad70341

2014 foi um péssimo ano pra SM, e eu nem digo na questão musical, afinal, quase todo mundo de lá se envolveu em algum rolo. E principalmente o SNSD, que além do (quase literalmente) apocalíptico Baekyeon, deixou de ser o eterno divine nine da fanbase. E bem, pra um último single com a Jessica, eu acho que isso aqui fechou a participação dela com estilo. Eu quase não vejo gente falando bem de Mr Mr, e nunca entendi o por quê. Como vocês podem dizer não pra isso? Seus sem coração. Adoro a backtrack synthpop/eletrônica da faixa…

-x-

49 – Happiness – Juicy Love

happiness2b-2bjuicy2blove

Como eu disse na parte anterior, Happiness foi um dos primeiros atos de jpop que ouvi sabendo que aquilo era pop japonês. Mas ainda assim era pouco, já que eu não fazia ideia do que era um E-girls, achava que elas eram um grupo solto e não uma unit, mas enfim, o importante é que eu adorei isso aqui logo de cara, e a faixa nem é uma das mais interessantes delas, mas não deixa de ser boa, é bem alegre e acaba por ter um refrão não-intencionalmente grudento. Bem, ai em cima vocês podem ouvir ela incompleta, mas com o icônico break, e aqui completa mas sem break, fiquem a vontade.

-x-

48 – Block B – HER

2250057_3_org

Acho que Block B foi um dos primeiros boygroups que eu gostei (com aquilo de “credo, to gostando de boygroup, ninguém vai saber disso”, e mal sabia eu onde estaria 3 anos depois), e foi com coisas como HER que eles atraíram meu interesse. Eles sempre tiveram esse estilo intencionalmente tosco, e pra mim isso é um ponto positivo, ainda mais quando eles transferem isso pra faixa (esses coros em voz grave no meio da música, esse gemido aleatório em cada refrão, tudo funciona), e o clipe ajuda muito, é bem coloridão e interessante de se assistir, é exatamente o tipo de coisa que eu gosto nos clipes kpop.

-x-

47 – Kiss & Cry – Domino Game

kiss-cry_1392141189_af_org

Como eu falei la na parte 1, 2014 foi um bom ano pra nugus (em questão de música, já que o resto…), e já que estamos falando delas, por quê não citar um dos que mais marcaram o ano? Beije & Chore foi um dos primeiros nugus a aparecer no ano, e pra nos alegrar ainda mais, elas vieram com algo bem diferente, emulando essas músicas latinas dos anos 1900 e alguma coisa que sempre funcionam comigo tanto por serem boas quanto por serem bregas ❤ O refrão disso aqui é maravilhoso, juntamente com o break la mais pro fim da faixa. Só é uma pena que não tenham durado nem 6 meses, mas ao menos dessas aqui eu tenho notícias, a moça mais memorável do mv é solista, e uma outra tá no Matilda.

-x-

46 – f(x) – Milk

17ba689a3ca42e71a02f651e7fc70350d6e55cee_hq

f(x), como sempre, lançou um álbum ótimo em 2014, e mesmo que eu não tenha colocado tantas faixas dele aqui quanto gostaria (por mim isso seria uma review em forma de top, mas…), ainda deu pra enfiar o que considero destaques. E obviamente um dos mais icônicos deles é Milk. Ai que música ótima, as batidas étnicas disso são tão inesperadas e diferentes… e o refrão grudento é outro destaque, mas o maior deles, obviamente, é a letra, que eu até hoje não descobri se fala do outro leite ou se é só sobre aquilo de tomarem leite pra diminuir a ardência da pimenta e derivados. Mas de qualquer forma, é um ícone. Ouçam aqui.

-x-

45 – Orange Caramel – Catallena

231206056479204d6d00f438bcb4e678-after-school-orange-caramel

Argh, isso aqui é muito bom. Orange Caramel sempre teve uma sonoridade puxada pro disco/trot, mas acho que nenhuma delas foi tão disco como essa aqui. Ela tem tantas partes grudentas, o refrão, os “hoihoihoi”, tudo acaba por ficar na mente e te fazer ouvir de novo. Mas acho que o real destaque, assim como outras faixas que citei aqui, é o mv, que coisa icônica, não? Os sereias-a-venda-na-promoção concept é provavelmente um dos mais memoráveis do trio. Catallena é uma faixa tão legal, e ela só não está mais alta porque (opinião impopular agora) eu prefiro uma outra música delas em 2014.

-x-

44 – Hi Suhyun – I’m Different (feat Bobby do iKON)

657743706a3cb9dad2302d019bc90f98-500x500x1

2014 foi um ano em que quase todo mundo da YG saiu do porão (alguns não totalmente, mas ainda assim). E no meio disso tivemos algumas sub-units, e a a minha favorita, e provavelmente a mais lembrável também, foi essa da menina do AKMU com a Lee Hi. Que música boa essa aqui também, adoro a estrutura R&B da faixa que aproveita muito bem os (bons) vocais das duas, e acaba se transformando naquele tipo de música que aos poucos começa a te conquistar e logo se torna um hino, o que claramente aconteceu comigo. E o mv tem uma historinha bacana também, com as duas brigando pelo ❤ Bobby ❤ (que está mais do que nunca servindo seu papel de homem mais bonito da YG, apenas aceitem).

-x-

43 – HA:TFELT – Bond (feat Beenzino)

yenny-hatfelt_1406838214_af_org

Com certeza o melhor mini álbum de 2014 foi o da Yenny debutando solo. E assim como o Red Light, eu gostaria de enfiar ele inteirinho aqui nesse top, mas como não dá…. Enfim. Existem faixas que nos dão uma ideia sobre o que se trata só pelo nome, e acho que qualquer coisa com “Bond” no nome nos dá a expectativa de algo sombrio/sensual encarnando o espírito de 007 e tal. E foi isso que a Yenny fez? Claro. Mas ela simplesmente SAMPLEOU O TEMA DE 007 E PÔS NO INSTRUMENTAL DA FAIXAAAAAAAAAAAAAAAAA ISSO É GENIAL. Infelizmente não tivemos um mv, mas isso aqui é tão bom que sozinho já salva vidas. Rainha. Ouçam aqui

-x-

42 – AOA – Miniskirt

28274708_800_800

2014 também foi O ano pro Brave Brothers, já que quase todo santo girlgroup (principalmente os que queriam sexy concept) resolveram trabalhar com ele, e tudo isso por causa do AOA, que resolveu largar de vez o banda concept (e deixar uma das minhas bias na masmorra pra todo o sempre) e investir na midtempo. E o resultado disso vocês já sabem: uma subida de 95 escalões entre os girlgroups do povão. E bem, com algo catchy assim, fica meio que impossível não fazer sucesso, né? Miniskirt tem tanta coisa marcante que acaba por ser um dos sexy concepts mais memoráveis do kpop, ao menos pra mim. Infelizmente estamos em tempos em que elas nem devem mais aparecer de novo, mas ao menos teremos isso (e uma outra certa faixa) pra nos alegrar pra todo o sempre.

-x-

41 – Dream & E-Girls – Move It!

news_xlarge_egirlstype1-2jk

QUE HINOOOO. Acho que essa aqui é a minha faixa E-girls-related favorita de 2014. Isso aqui é tão energético, vibrante e alegre, não tem como não gostar. Elas gritando “moove it!” como líderes de torcida é bem grudento, e os pós-refrão são ótimos também. E rola até uns breaks de dança e de rap nisso ai, vejam só. No fim, Move It acaba por ser uma das coisas do E-girls que mais gosto até hoje (só não é a minha favorita entre tudo). E como é de costume delas, o clipe é muito legal também, eu sempre gosto dessa variedade de cenários e alto orçamento que investem nos mvs delas, e aqui isso funcionou como sempre. Hino dos movimentos. Ah, a capa do single é bem feia, então fiquem com a do álbum de 2015 do qual ela tá no meio. Ouçam a faixa inteira aqui.

-x-

E lá se foi mais uma parte do top de 2014, logo mais estaremos na metade e mais próximos do top 10. E eu prometo que não irei atrasar a próxima ❤

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, compartilhe ❤

24 comentários sobre “Top 70 de 2014 – Parte 2 (55-41)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s