Top 70 de 2015 – Parte 1 (70-56)

Olá chuchus, como vocês estão?

E então, nos meus dias de tédio nessas férias, resolvi movimentar as coisas pelo blog, já que comentar só comebacks e fazer reviews tava me dando uma sensação de monotonia aqui. Então, por quê não um top retrô? Começando pelo que julgo o melhor ano do kpop até hoje (sim)

2015 foi quase como um 2017. O ano anterior havia sido bem capenga (nem tanto em qualidade, mas em acontecimentos em si), e ele pareceu ter vindo como um abraço de “vai ficar tudo bem” para nós, amantes de pop asiático (não tem só coreano aqui, vai ser minha chance de rasgar seda pra uns jpop). E com um ano tão bom, logicamente foi difícil pra mim escolher as posições das faixas, então, principalmente nessa 1°, tem muita música que merecia um lugar mais alto, mas acabou caindo pra cá. Porém, como eu sempre digo, melhor do que ficar de fora, não? Então vamo.

70 – GFriend – Neverland 

gfriend-1st-mini-album-season-of-glass1-a1a5bbd1bf497a416414629534439092-1024-1024

GFriend debutou logo no começo do ano e já chegou fazendo barulho e emputecendo muita gente com o Into The New World + Jessica concept. E enquanto eu acho Glass Bead bem bacaninha, eu acho essa bside aqui o verdadeiro hino da coisa. Provavelmente quem escutou acha ela filler e quem vai escutar agora deve achar também, mas acho ela tão bonitinha, com um clima de que vai dar tudo certo na vida… Quem diria que as meninas que lançaram isso estariam totalmente revamped em 2017, não? Ouçam aqui.

-x-

69 – Rainbow – Bad Man Crying

image__2015_171105_14246496621777296

Rainbow morreu ano passado, mas no seu penúltimo comeback elas entregaram o que é provavelmente o melhor mini da carreira delas. O Innocent tem uma sonoridade bem coesa e com faixas bacanas, e a melhor dentre as bsides é Bad Man Crying, a ballad emotiva e chorosa que inicia ele. Adoro como ela cresce conforme se passa, com o início bem minimalista com os “guilty guilty cruel boy, you me hurt hush, time back again, guilty guilty” e depois engrena no refrão triste e gritado, Volta, Rainbow, a nação te ama.

-x-

68 – Hyuna – Because I’m The Best (feat Ilhoon do BTOB)

hyuna_1440445244_af_org

Eu achei que 2015 foi um bom ano pras farofas, e a primeira delas a aparecer aqui é o último comeback da Hyuna pré-fim do 4Minute. Eu adoro o refrão disso aqui, acho ele bem forte, mas pra mim o ponto alto é o pós-refrão bem grudento e catchy.  O Ilhoon não é lá tão necessário no feat, mas enfim… uma pena que ela desandou no single seguinte, mas com sorte esse ano as coisas voltam com tudo.

-x-

67 – VIXX – Chained Up

979bb2b59e548640ff654ef59f8399639e927bd1_hq

As vezes eu acho que o posto de boygroup favorito do Adriano não é mais do VIXX, mas enquanto não tenho certeza disso, vamos pra época em que eu era starlight louco. Eu gosto bastante de Chained Up, principalmente pelo fato de ela ter sido a primeira saída da curva do VIXX (até então eles só tinham feito aegyo e emo concept), optando por algo mais sexy e maduro pra eles. Bem, deu super certo, a música é bem bacana, e mesmo tendo um clipe bem simples, o pacote todo funciona. Nem parece que tem um BDSM quase escancarado no conceito. Ideia do Ravi.

-x-

66 – AOA – Heart Attack

aoaoa-1200x1200-75

Em 2015 AOA ainda estava em seus (breves) anos dourados, sendo amadíssimas pelos coreanos e vendendo single que nem água. E o single delas naquele ano, mesmo não sendo la um dos melhores da carreira, foi bem bacaninha. Heart Attack foi a maior mudança sonora delas pós-Brave Brothers, optando pelo EDM suave e alegre ao invés das pseudo-farofas sensuais. Mas ainda assim, é 100% AOA, cheia de icônicos “hey!”, ChoA comendo a música toda e elas encenando alguma profissão ou algo do tipo. E bem, esse combo sempre funcionou comigo, e aqui não foi diferente.

-x-

65 – SHINee – Romance

shineeodddigital

2015 foi um ótimo ano pro SHINee na Coreia, 2 singles bons e várias bsides que conseguiam ser até melhores. E dentre elas, uma das que mais gosto é Romance, um doo wop bem gostosinho e animado, que possui em seu ponto o refrão grudento que nos faz querer ouvir de novo depois. Não digo que é uma das melhores bsides deles porque a concorrência é considerável, mas ela faz muito bem seu papel em ser um dos destaques do Odd/Married To The Music. Ouçam aqui.

-x-

64 – Girl’s Generation – Bump It

3e81052e

Não só pro SHINee, na verdade 2015 foi um ótimo ano pros artistas da SM em geral, principalmente na parte musical, onde todos lançaram LP’s que iam de bacanas a ótimos. E logicamente, SNSD entra nessa, já que Lion Heart é o melhor álbum coreano delas até hoje. Dentre as faixas bacanas dele, Bump It é a minha favorita (eu achava que era Fire Alarm, mas fui escutar o álbum de novo e lembrei que essa aqui existia). Gosto bastante de como ela começa como uma midtempo meia bomba, mas engrena num pop retrô bem bacana e com bastante replay factor. E ponto pros berros da Taeyeon também. Ouçam aqui

-x-

63 – iKON – Dumb & Dumber

ikon-welcome2bback2bfull2bdebut

LARGUEM ESSES MACHADOS AI QUE EU TO VENDO VOCÊS PRONTOS PRA VIR PRA CIMA. iKON lançou um monte de coisa no ano do debut deles (habitual da YG, né, depois eles ficaram no porão). E dos 8 singles deles lançados em 2015, 2 são bacanas, sendo essa aqui a minha favorita. Dumb & Dumber continua com o tryhard habitual de todo mundo da YG que não é Winner, Lee Hi e AKMU, mas ganha pontos porque, além de ter um refrão, ela é um pouco mais descontraída, coisa que sempre cai bem nesse tipo de coisa. E somado a um mv bem trash e tosco, fica como a 2° melhor música deles até hoje.

-x-

62 – Jimin – Puss (feat Iron)

artworks-000114467042-7jksh3-t500x500

Eu não sou lá um grande fã da proposta do Unpretty Rapstar, mas não posso negar que sempre saem umas tracks bacanas de lá. E Puss é provavelmente (e talvez sempre será) a mais icônica. Eu gosto da voz da Jimin, e acho que ela combina demais com essas farofas de unnie fodona. Ela sabe ser convincente em sua pose de badass, coisa que é difícil de acontecer com rappers coreanos. O rap do Iron acrescenta bastante, e eu acho isso até um guilty pleasure meu porque não vou nem um pouco com a cara dele. Mas enfim, segurem essa mother fucking top madam.

-x-

61 – Wanna.B – Attention

wannab-attention

Uma das coisas que eu mais gosto no kpop é que sempre aparece um nugu pra lançar um hino das massas. E Wanna.B se encaixa nessa com essa faixa ai. Eu descobri isso muito aleatoriamente logo quando lançou, e desde então foi só amor. Attention encarna muito bem o template de música de líder de torcida, até mesmo se assemelhando com algo que o After School lançaria la por 2010/2011. E acho que comparações com um dos melhores grupos já existentes no kpop são um enorme elogio. Isso aqui merecia uma posição mais alta, sinceramente, mas como eu disse, acabei deixando aqui muitas faixas por não conseguir tirar das posições mais altas coisas que eu amo. Mas ao menos estão aparecendo.

-x-

60 – BIGBANG – Sober

d_28big_bang_album29

Enquanto a SM toda saiu do porão em 2015, na YG foi o contrário, somente com Psy, BIGBANG e iKON lançando coisas. O MADE Series foi bem meh pra mim, mas mesmo não curtindo muito eles, reconheço quando lançam algo bom, e Sober definitivamente é ótima. Eu gosto dessa sonoridade pop rock não-tryhard que atos da YG lançam, e essa faixa é um dos melhores exemplos desse tipo de coisa. Sober é emotiva e com um clima agridoce, que ao mesmo tempo que é alegre, é bem melancólica. E o clipe é bem legal também…

-x-

59 – EXO – Hurt

d0117fd830af6fb6e61327f62fe559ca

Como eu disse, 2015 foi um ano bem bom pra SM, e EXO foi um dos que mais se deu bem, lançando um LP e um repackage ótimos. O destaque do EXODUS, pra mim, é essa aqui, adoro o clima sombrio e nada sóbrio da faixa. O instrumental pesado é bem bacana também, e acho que ela super poderia ter sido single no lugar de Call Me Baby, com um mv em preto e branco bem creepy. Mas fazer o que, né? Só espero que eles voltem a lançar não só músicas, mas LPs assim, porque o EX’ACT… Ouçam aqui

-x-

58 – Girl’s Day – With Me 

4de0a6c3gw1ettjfonj89j21kw1kw0xs

Ai, como eu gosto de Girl’s Day. Percebi que de uns meses pra cá eu tenho achado as músicas delas bem mais interessantes do que sempre achei. Mas papo avulso a parte, acho With Me ótima. É algo diferente no som delas, que até então sempre foi mais eletrônico e farofento, então uma midtempo dramática de tango vem muito bem. With Me é basicamente uma faixa do Sistar fora do verão, e como eu adoro esse tipo de faixa, aqui não foi diferente. Ouçam aqui

-x-

57 – Twice – Like Ohh Aah

twice_1445534649_af_org

Like Ohh Aah não é o trainwreck sem freios que foi o debut dos outros girlgroups da JYP, mas ainda acho ela uma faixa bem divertida (o melhor single do Twice e o único que eu não acho um porre depois da 10° ouvida). A faixa toda é bem alegre e na época foi um sopro de ar fresco na nossa cara, já que o aegyo em alta era o puritano virginal, e então elas vieram com um mesclado de aegyo com pseudo-sexy que depois virou tendência entre girlgroups posteriores (uma pena que o próprio Twice abandonou essa imagem). Gosto principalmente do break de dança, acho um dos momentos mais memoráveis dos grupos da nova geração.

-x-

56 = f(x) – 4 Walls

f28x29_4_walls_cd_cover

EFÉEEEXXXXXXX. Acho que eu ainda não tive a oportunidade perfeita de rasgar seda pra elas aqui, mas esse top vai ser ótimo pra isso. Lembro até hoje de como estava tudo “MEU DEUS F(X) VAI ACABAR” quando a SM ainda não tinha anunciado isso aqui (isso é um dos motivos pra eu ter fé de que elas voltam esse ano), e quando saiu, a nação foi a loucura. Eu acho que 4 Walls caiu bastante na posição porque depois a SM lançou deep house igual louca pra todo mundo da empresa, o que diminuiu a magia da faixa (o mesmo aconteceu com View, inclusive). Mas saturação a parte, 4 Walls tem um ótimo clima etéreo e psicodélico, que fica melhor ainda com o clipe indie e sem sentido algum. Volta, f(x), todos nós amamos vocês.

-x-

E essa foi a 1° parte do top, o que vocês acham das faixas que aparecem aqui?

Eu dividi isso aqui em 5 partes, e irei postar dia sim dia não até terminar. Cortei o número de posições porque tava sendo um parto pra dividir de forma compacta, e eu não queria fazer 8 posts igual fiz no de 2016 (ainda mais que esse aqui é retrô, iria saturar o blog). Eu pretendo fazer um top desse uma vez por mês, até completar ao menos até 2010, então queria saber se vocês querem isso aqui ❤

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, compartilhe ❤

Anúncios

12 comentários sobre “Top 70 de 2015 – Parte 1 (70-56)

  1. HELO disse:

    Adoro quando vejo AOA em um top e tem alguém se doendo.

    Concordo com você em Like Ohh Aah é a única musica delas que não me enjoa e dá pena saber que abandonaram aegyo sexy pra ser água com açúcar.

    Não se sinta atacado mas fiquei curiosa pra saber sua opinião reduzida do EX’ACT (tem filler?Tem mas acho um álbum bem coeso e interessante mesmo com o desgaste da SM com edm/house).

    Curtir

    • Adriano disse:

      Ah, coeso ele é mesmo, mas é que sempre que eu ouço eu fico com aquela sensação de que não tem nada memorável nele além de White Noise e dos singles (no repack ele fica na mesma também, mas gosto de Can’t Bring Me Down)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s