REVIEW: WINNER – 2014 S/S

Olá, como vocês estão?

E cá estamos com mais uma review semanal. Existe algum motivo pra eu resenhar um álbum de praticamente 3 anos atrás, assim como eu fazia no início do blog? SIM, porque Winner vai fazer comeback no dia 4, e então resolvi fazer essa review aqui como esquenta-comeback.

O debut deles estava com uma enorme hype, afinal, era o primeiro boygroup da YG após o debut do BIGBANG (que na época havia acontecido há 8 anos). E então, eles vieram com algo fora da curva, apostando numa ballad chorosa como title. Mas será que o álbum fazia jus a todo o hype que o grupo possuía? Vamos conferir agora.

Ouçam pelo Spotify:

Começamos com Empty, o lead single. É uma ballad bonitinha e boa de ouvir, com um instrumental bacana e que não chega a cair na zona pedante em momento algum. Porém, eu achei que como a title do álbum ela não tem tanta potência, haviam coisas que causariam muito mais impacto, já que eles eram um ato debutante.

Seguindo, Color Ring. E acho que o parágrafo acima se encaixa aqui também sem tirar nem por (já que ela também foi um dos singles)

jinwoo review

Don’t Flirt vem como a primeira uptempo, com um refrão grudentinho (principalmente os “oooohh” em coro) e influências reggae. É bem bacana e faz bem o estilo deles, e ao menos ganhou a chance de ser apresentada nos music shows.

Depois, I’m Him, solo do Mino. É o típico rap tryhard que vem dos rappers da YG, mas a duração curtinha e o refrão grudento deixam a faixa bem boa ao invés de nos fazer desejar com que ela acabe logo. Destaque pra mudança de ritmo no finalzinho, que é inesperada e bem bacana.

seunghoon review

Love Is A Lie vem pra fechar a primeira metade do álbum, e ela é provavelmente a melhor faixa dele (e a minha favorita da curtinha discografia do Winner). É uma uptempo chorosa que mistura EDM, sendo uma dessas faixas que são efetivas tanto na tristeza quanto na hora que você só quer farofar. O contraste das vozes do Taehyun e do Seungyoon nunca foi tão bem usado…

A letra sobre eles sendo chutados aos poucos mas ainda fingindo que tá tudo bem com o relacionamento é bem depressiva e mostra que Winner é gente como a gente.

mino review

As coisas desaceleram com Confession, solo do Taehyun. E bem, é a típica OST de dorama que os coreanos amam. Tem um pouquinho (beeeem pouquinho) de pulso e não machuca na hora de ouvir no álbum, mas depois é o tipo de faixa que é pulada.

Depois, But, uma midtempo reflexiva. É bonitinha e os sininhos na backtrack são legais, embora não tenha tanto replay factor assim.

seungyoon review

Different muda um pouco as coisas, sendo voltada mais pro lado acústico até chegar num refrão dramático e choroso. A letra é basicamente eles dizendo que são egoístas e babacas mas que mesmo assim não era pra @ os deixar. Mais uma boa faixa do álbum.

Chegando na reta final, temos Tonight, uma midtempo melancólica um pouco mais hip hop do que as outras. O rap ~agressivo~ de Seunghoon combina legal com o mais melancólico de Mino. O refrão é legal também, e o sax no final dá toda uma interessância a mais na faixa.

taehyun review

E acho que nenhum outro final seria mais apropriado do que Smile Again, um EDM choroso e com o maior replay factor do álbum. O começo emulando Titanium da Sia é ótimo e os versos crescentes até o refrão mais explosivo é bem bacana. E destaque pra bridge também…

No mais, o 2014 s/s é um álbum curtinho e fácil de descer, o que é bem bacana para um ato, até então, debutante. Ele serve mais pra você ouvir quando levou um pé na bunda e precisa chorar e refletir, ao invés de ser um álbum uptempo pra se ouvir enquanto limpa a sala. A maioria de suas faixas são sólidas, e pra um trabalho que é majoritariamente composto por ballads e midtempos, isso é necessário, além do fato de que sua tracklist é bem distribuída, o que evita que o álbum morra na metade e seja seguido somente de fillers de certo ponto até o fim. O único problema é que algumas de suas faixas precisam do álbum para funcionar, o que pode cortar boa parte do potencial quando são ouvidas de forma avulsa. Só vamos ter algum outro LP pra eles daqui 84 anos, se formos depender do YG, e como realmente dependemos dele, acho que o 2014 s/s é o suficiente pra ficar na memória até que um novo seja lançado

winner-2014-ss-font

The Misconceptions Of Me ~ Review

Winner – 2014 s/s

Lançamento: 12/08/2014

Nota: 8,0

TOP3: Love Is A Lie, I’m Him e Smile Again

E vocês, o que acham do 2014 s/s?

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, divulgue ❤

Anúncios

Um comentário sobre “REVIEW: WINNER – 2014 S/S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s