Wake Me Up não é lá tão animadora, mas a mensagem que o comeback traz dá todos os pontos pro B.A.P.

Olá, como vocês estão?

E hoje foi o comeback do B.A.P. Quem me conhece sabe que eu sou fanzaço deles, e a cada teaser eu ficava mais ansioso, e até que, finalmente, o mv saiu hoje de madrugada. Confiram, Wake Me Up:

Vamos lá porque é muita coisa pra falar. Primeiramente: TS deu um fucking comeback com o conceito rock-hip hop pro B.A.P após um outro comeback com o conceito rock-hip hop, o que já é um puta avanço, visto que de comeback pra comeback eles mudam do badboy metralheiro ao namoradinho fofo como se não fosse nada (o mesmo vale pro Secret, afinal, TS group problems)

Bem, eu particularmente não curti tanto a música. Não por ser fraca, mas ela não tem nenhum climax ou algo do tipo, achei linear demais (ainda mais pro B.A.P, que sempre possuiu um som mais BOOOOOM HIP HOP). A faixa tem pulso, o que é ótimo, mas eu acabei não curtindo muito (se bem que eu sou fã maldito que uma hora ou outra acaba gostando do que o fave lança, então, vou apenas aguardar).

“Tá Adriano, e você só vai falar isso sobre o comeback?”. Ai é que está o ponto.

PS: vou colocar um trigger warning aqui, porque vai ter um assunto sobre problemas psicológicos e eu não quero que eventualmente alguém fique mal por isso, porque sei o quão ruim é se lembrar de algum trauma ou algo do tipo, então, quem for sensível a esse tipo de assunto, não recomendo que veja o post inteiro.

———————-

Wake Me Up traz consigo uma crítica bem impactante sobre problemas psicológicos e a forma como eles são banalizados (e eu achei a forma como isso foi abordada bem forte, não foi algo só pra ficar tipo “olha só, vamos abordar problemas psicológicos pra dar um buzz pro comeback”, soa, de fato, como uma crítica, ainda mais porque o Yongguk sofre de depressão, e ele ajudou a, pelo menos, a escrever a letra da música, então não seria algo superficial).

Essa moça representa a baixa autoestima. O reflexo de como os padrões de beleza que a sociedade nos impõe podem nos fazer mal (coisa que eu sei muito bem como é, e por isso estou comentando, o resto eu vou apenas citar porque temo soar desrespeitoso ou algo do tipo)

giphy2

Ela representa transtornos alimentares

giphy4

Ele representa a psicopatia

giphy3

Ele representa o suicídio

giphy5

E ela, aparentemente, a depressão.

giphy6

Além de mostrar como as pessoas se sentem, Wake Me Up também traz a mensagem de “ajude”, que é mais “explícita” no final do mv. E eu a reforço aqui. Se você conhece alguém com qualquer tipo de problema psicológico ajude-a. Depressão não é “modinha”, transtorno alimentar não é “frescura pra comer”, suicídio não é “tentativa de chamar a atenção”. Pessoas com problemas psicológicos precisam saber que não estão sozinhas, e todo o tipo de ajuda é bem vinda. Converse, demonstre que aquela pessoa pode confiar em você, a auxilie com ajuda médica, faça o que estiver a seu alcance, mas não deixe que essas pessoas fiquem sozinhas, guardando o sofrimento pra si, isso só pode piorar.

Aos que quiserem ver a letra, tem legendado aqui, ela acrescenta muito na mensagem do mv.

No mais, a música em si não é lá tão impressionante, mas a mensagem abordada compensa tudo. É um assunto que deve ser levantado, porque a sociedade, infelizmente, banaliza muito ainda, e isso partir um ato com fama é mais do que ótimo.

E vocês, o que acharam de Wake Me Up?

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, divulgue ❤

Anúncios

4 comentários sobre “Wake Me Up não é lá tão animadora, mas a mensagem que o comeback traz dá todos os pontos pro B.A.P.

  1. Delírios da Madrugada disse:

    Já eu gostei, HAHAHAH. Que irônico isso. Do jeito que você ansiava por isto – impressão de tuiteiro -, imagino que a decepção é grande. Mas, bem achei uma canção competente, no mínimo. E se compararmos com o nível que boygroups têm entregado em 2017, bem acima da média.

    Curtir

    • Adriano disse:

      Ahsuashaus, eu tava mesmo, além de eu ser fã de B.A.P o Yongguk é meu ~~ultimate~~, então deve ser tipo você nos comebacks do Red Velvet, junta o grupo que você gosta e a Irene. Mas até que to achando a faixa menos “tá”, como disse, o fator biased fala mais alto nesses casos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s