As 10 melhores faixas de Fevereiro/2017

Olá, como vocês estão?

Mais um mês acabando (já estamos no TERCEIRO mês de 2017, e parece que foi ontem que 2016 havia acabado), e com ele, a coletânea das melhores faixas.

Fevereiro não foi lá um mês tão “uau” quanto janeiro foi pra música asiática, mas mesmo assim, tem lá seus méritos. E aqui, se encontram 10 deles.

Como eu havia dito, as faixas aqui não se encontram numa ordem de preferência. Se tá aparecendo é porque eu gostei, e é isso que importa, não é? Então, vamos lá.

Lovelyz – WoW!

r-u-ready

WoW! tem sido um dos meus vícios do mês. Não entendo por quê, afinal, o Lovelyz já tem 13789237 outras faixas de synthpop açucarado no catálogo, mas essa aqui funcionou bastante comigo. Como eu disse no post do comeback, a falta de versos é compensada pelo refrão duplo, que emula Destiny e depois fica grudento com os “kkamppak kkamppak kkamppak wow!”. Não é a salvadora do mundo e nem a melhor do álbum (isso vocês descobrem amanhã), mas cumpre mais do que bem a proposta de divertir.

-x-

Taeyeon – Eraser

 

1800491

Sim, o My Voice saiu tem só um dia, e sim, uma faixa dele está entre as melhores do mês. Mas ó, quem não ouviu Eraser ainda, ouve ai que vocês vão me entender. Com certeza a melhor faixa do LP de Taeyeon, é nada mais nada menos do que um número country, coisa que eu não me lembro de ter visto de forma tão “não-reinventada” no kpop desde o debut da sub unit do 4Minute. O vocal mais ecoado dos versos e na bridge (que é bem boa) casa bem com a faixa, e dá mais impacto pro refrão berrado. Teria dado um pré-release melhor que aquele troço lá, mas enfim. Ouçam aqui

-x-

Red Velvet – Rookie

rookie-capa

Tá ai um divisor de opiniões, hein. De um lado, os fãs amando, dizendo que é um hino, etc, e do outro, o povo dizendo que o Red Velvet dos singles de 2015 morreu (o que em mínimos pontos eu concordo) e que Rookie é um troço horroroso. Bem, eu não fico nem de um nem de outro. Claro que não é o hino revolucionário delas, mas é totalmente Red Velvet: o instrumental pop com elementos funky, alguma coisa grudenta (no caso os “rookie” pronunciados da forma errada propositalmente) e o mv todo coloridão.  Rookie não é uma maravilha, mas cumpre perfeitamente a proposta de música pop descompromissada.

-x-

Cross Gene – Black Or White

CROSS GENE MIRROR White Version

Essa aqui é provavelmente a faixa mais séria do Cross Gene até agora, evitando a coisa mais trasheira que eles faziam em Play With Me e Noona, You! (que funcionava, btw). Porém, eu achei essa faixa ótima. O instrumental é mais carregado, os versos são intensos e o refrão é igualmente forte (enquanto dava uma última ouvida, me lembrou até mesmo meu amado VIXX emo gótico suave de 2013). Se não fosse pelo mv gore além da conta eu provavelmente teria gostado mais ainda disso, mas os meus ouvidos saíram satisfeitos.

-x-

Charisma.com – #hashdark

charisma-com0207

Enquanto o 2° álbum da dupla de jpop não chega (dia 22 ele já tá entre nós), temos #hashdark como single promocional, e ela é ótima. Charisma.com tem essa sonoridade eletrônica característica, e quase tudo delas funciona comigo. Aqui, a faixa é um electropop com umas guitarrinhas, se assemelhando um pouco ao que era lançado por Ke$ha em 2010-12 (ou pra uma referência mais do nicho, Astroboy, do FEMM). O ritmo é bem simples e linear, e os “hashdark alguma coisa em japonês” da backtrack são vem grudentos. Espero ver coisas tão boas quanto essa no LP.

-x-

Wednesday Campanella – Onyankopon

z324017114

Acho que a maioria de vocês está aqui pelo kpop, mas aconselho darem uma chance ao Supermen, álbum que o Wednesday Campanella lançou no começo de fevereiro. Dentre as várias boas faixas dele, a que mais me chamou a atenção foi essa aqui. Onyankopon é um dos poucos farofões do álbum, cheia de elementos (tem até harpa nesse troço), a faixa é bem confusa até chegar no refrão, que nos dá vontade de sair por ai batendo o popô no chão. Não vamos ter isso como single, e isso é uma pena, porque a faixa merecia um mv bem psicodélico. Ouçam aqui.

-x-

K.A.R.D – Don’t Recall 

10039215_org

Após um enorme buzz aqui no ocidente, era previsível que K.A.R.D voltasse logo. E eles o fizeram, e com grande estilo. Don’t Recall é mais um número de dancehall entre os 8239401283829 que o kpop lançou nos últimos tempos? Sim. Mas não achei que isso tira muito do aproveitamento da faixa. Os vocais (tanto o de Jiwoo e de Somin quanto o de Matthew) são bem usados aqui, todos dramáticos, e pra fechar, os sintetizadores do dancehall vem depois do refrão, e isso é fundamental pra música não ficar sem graça. E, principalmente, K.A.R.D está parecendo um grupo CO-ED ao invés de um feat.

-x-

B.I.G – 1.2.3

b-i-g-rebirth

E mais uma vez nós temos os nugus mostrando que não devemos subestimá-los. B.I.G acertou em cheio com esse single, hein? O disco-funk mais descontraído vem com força na faixa, o refrão é bem animado e grudento e isso acaba dando um ótimo replay factor. O clipe é bem bacana (apesar de ser mais 80’s, enquanto a faixa evoca anos 70) e ajuda no pacote completo. Só espero que eles continuem assim, ao invés de mudar pro badboy tryhard pra tentar conseguir um pouco de notoriedade (coisa que provavelmente vai acontecer).

-x-

Morning Musume – Brand New Morning

jealousyx2

OLHA A FAROFA. Eu acabei vendo isso aqui avulsamente, e foi uma agradável surpresa. Brand New Morning segue os moldes de electropop farofento do single passado delas (Confront With Bare Nakedness), e o faz tão bem quanto. Os “we are brand new morning” em coro são bem grudentos (e fazem jus ao fato de que esse single incia uma nova geração do grupo). O refrão é bem energético e dançante, deixando a faixa bem viciante. As vezes penso em dar uma chance real ao Momosu, visto que vira e mexe eu vejo umas coisas dessas vindo delas.

-x-

Gugudan – A Girl Like Me 

cover

Pois é, mais uma faixa de poucos dias atrás figurando a ~coletânea~. Após um debut mais do que esquecível, Gugudan levou uma pequena repaginada, e deu super certo. A Girl Like Me é descompromissada, visando mais lançar uma música divertida, do que reinventar moda ou algo assim. É uma farofinha simples, curtinha, alegre e grudenta que tem um enorme replay factor (pelo menos comigo, que provavelmente fui um dos únicos que gostou tanto disso aqui, mas enfim).

-x-

E essas foram as melhores faixas do mês. Houveram algumas que eu curti, mas não tanto pra entrar aqui (como Circle’s Dream da Subin ou Knock Knock do Twice). E vocês, o que acham das faixas citadas aqui?

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, divulgue ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s