Top 80 de 2016 – Parte 8 (10-1)

E o tão aguardado top 10 chegou. Após 70 faixas até aqui, finalmente temos as salvadoras de 2016, que lançaram coisas genuinamente maravilhosas e que não pararam de tocar um minuto nos meus fones.

Aos que chegarem de paraquedas nesse post, ou apenas quiserem recapitular, aqui estão as partes anteriores:

Parte 1 [80-71] ~ Parte 2 [70-61] ~ Parte 3 [60-51] ~ Parte 4 [50-41] ~ Parte 5 [40-31] ~ Parte 6 [30-21] ~ Parte 7 [20-11]

E então, vamos lá. Sendo a única parte 100% feminina desse top, com vocês, as 10 melhores músicas de 2016:

10 – FEMM – PoW!

pow-lcs

Acho que boa parte de vocês vai querer me matar por eu ter colocado L.C.S lá em baixo e PoW! aqui. Mas esse negócio ai de cima ME CONQUISTOU TOTALMENTE, a backtrack com musiquinha que parece ser tirada de um jogo do Mario Bros, elas repetindo “pow”, o mv que imita uma HQ de super heróis, tudo. Foi uma das primeiras coisas que ouvi do FEMM (sim, eu já disse que sou novato no jpop). PoW! é um pop 50’s bem acelerado e grudento, e que ainda por cima faz o twist n’ twerk delas funcionar perfeitamente. Quero álbum novo em 2017, hein FEMM?

-x-

9 – AOA feat Takanori Nishikawa – Give Me The Love

give-me-the-love

Acho que todo mundo concorda que 2016 foi o melhor ano do AOA, musicalmente falando, certo? E é por coisas como GMTL que as pessoas dizem isso. Um electropop energético, com uma backtrack cheia de elementos que se completam e um refrão powerfull, “Me Dê O Amor” é, com certeza, minha música favorita do AOA em toda sua carreira (vamos ver se isso muda amanhã). E sinto que devo ser um dos poucos que acha isso, mas a voz do quarentão que canta a abertura de Soul Eater deu outra cara na música, contrastando com a voz das meninas.

-x-

8 – Stellar – Sting

sting1

Após partir a internet no meio com Vibratto, provavelmente todos nós ficamos animados pro retorno do Stellar. Sting, inicialmente, não foi o que eu pensava que elas trariam e eu achei bem fraca. Pobre garoto tolo, porque Sting é uma das melhores coisas que elas já fizeram. Um synthpop bem agradável, com refrão grudento, uma metalinguagem excepcional em seu mv e o melhor mini álbum das meninas. Sting tem um enorme poder de viciação, tanto que até meu despertador isso aqui é. Existe coisa melhor do que acordar 05:15 da manhã com um hino desses?

-x-

7 – Oh My Girl – Windy Day

windy-day

Oh My Girl anunciou seu repackage e eu não dei muita bola, mesmo gostando do grupo. E acho que isso foi o fator-chave pra que meu amor por Windy Day acontecesse. Ela nos causa muitas sensações diferentes conforme é executada, primeiro a desmotivação instantânea com o instrumental de comercial da Candide, depois uma ponta de esperança quando o refrão começa, e finalmente o queixo caído quando chegam os instrumentos árabes juntamente com a ventania no clipe. Windy Day é a melhor coisa que OMG lançou até agora (ouvi tanto Closer que não aguento mais, me perdoem). Sério, quem mais teria a genial ideia de combinar aegyo com instrumentos árabes e a executaria com tanta maestria quanto aqui? Por isso que eu amo o e t h e r e a l aegyo do Oh My Girl, e vê-las investindo em feat com HAHA me quebra o coração. Voltem pra esse lado, meninas.

-x-

6 – Dalshabet – Someone Like U

naturalness

O retorno de Dalshabet após perder 2 integrantes não poderia ser melhor que isso aqui. Someone Like U é um pop 80’s viciante, com um refrão ótimo, Serri mandando uns rap que eu até hoje não sei se realmente gosto ou se curto pela trasheira, uma dancinha marcante e um mv que não consegui entender até agora (descobrem que o moço tá traindo elas simultaneamente > vão treinar ginástica olímpica > chegam na baladinha top e descem o tiro de confete no cara e vão embora). SLU é simples, porém extremamente eficaz em sua função e que não perdeu o brilho um minuto sequer (lembrem-se que na quinta isso aqui completa um ano)

-x-

5 – Wonder Girls – Why So Lonely

why-so-lonely

Após literalmente dar um Reboot em sua imagem, Wonder Girls estava de volta e deixando todo mundo curioso pelo que elas lançariam. Pelo pré-release em vinil, todos esperávamos por um disco anos 70, ,as elas vieram com nada mais nada menos do que reggae. E muito bem feito, por sinal. Mesmo tendo o sample mais simples possível, Why So Lonely tem todo o diferencial por vir de uma girlband coreana, e ainda por cima soar realmente como reggae, não uma reinvenção do gênero. O mv aesthetic, mesmo que com uma historinha meio clichê, casa bem com a faixa e deixa tudo ainda melhor. Como se não bastasse, Why So Lonely foi a volta do Wonder Girls ao k-game, levando-as direto pros charts e botando elas no radar de todo mundo novamente.

-x-

4 – REOL – Past And Future Nights (Yoiyoi Kokon)

sigma

Em meio a tantos EDMs no Sigma, Yoiyoi Kokon se destaca por combinar o som frenético e agressivo de REOL com elementos tradicionalmente sonoros do Japão, dando o diferencial necessário para que a faixa se torne a melhor do álbum. Repleta de breaks energéticos em meio a sons que parecem ter sido retirados diretamente de um festival cultural do Japão. E mesmo com uma duração grande, coisa que poderia prejudicar a faixa, o efeito acaba sendo o contrário e nos deixa com necessidade de mais. Se tivesse um clipe mais “humano” como o de Give Me A Break Stop Now, provavelmente teria pego #1, mas acho que essa posição ainda é extremamente digna pra uma faixa dessas.

-x-

3 – EXID – L.I.E 

street

Lembro até hoje que eu deixei de dormir pra poder ver L.I.E na hora de seu lançamento. E compensou 100% ter ido virado pro colégio, porque esse negócio é um hino. L.I.E é um pop teen comum, mas que é extremamente bem feito, tem versos legais, um pré-refrão animador e um refrão ótimo e com muito replay factor, e pra fechar, sintetizadores eletrônicos. Somado a um mv (também) cheio de metalinguagem, se torna um dos melhores lançamentos do EXID até aqui, e além disso, é a title do melhor álbum de kpop de 2016.

-x-

2 – Hyoseong – Find Me 

Print

O que dizer disso aqui? Hyoseong simplesmente esfregou nossas caras no chão com tamanho poder, entregando um dancepop dramático com cara de europop, com um clima meio etéreo, refrão ótimo, instrumental bem bacana. A faixa faz até mesmo um rap extremamente aleatório soar bom (quando foi a última vez que alguma solista fez isso no kpop?), e de brinde possui um mv lindíssimo. Find Me mostra todo o ótimo potencial dela como solista. Pensei que Goodnight Kiss não seria superada, mas errei feio, e espero que Hyoseong se supere a cada comeback. Provavelmente nunca mais teremos Secret, mas eu deixo a TS sacrificar o grupo se for pra continuar dando coisas assim pra Hyoseong. Foi muito difícil decidir quem seria a vencedora disso aqui, e é com alegria que lhes anuncio a melhor música de 2016:

-x-

1 – Sistar – I Like That

insane-love

Eu vou ser sincero com vocês: eu nunca fui tão fã assim do Sistar, porque o conceito verão delas, mesmo que tivesse umas músicas legais, nunca foram o suficiente pra me prender, e as faixas delas que eu realmente gosto pareciam ter ficado num conceito passado, que nunca mais veríamos novamente. E eis que eu me enganei, já que I Like That revive o Sistar de 2012-2013 e com o bônus de ter uma música AINDA MELHOR. I Like That mantém um pouco do verão do grupo, mas a mistura de guitarras+sax na backtrack, os versos e pré-refrão ótimos e o refrão que traz o ápice da música, é tudo maravilhoso. O rap de Bora, mesmo que curto, faz bem a sua parte, e os “i’m so fine, i’m so fine alguma coisa em coreano don’t touch me” são bem catchy e melhoram o que era bom. Eu espero, do fundo do meu coração, que a Starship volte a usar esse conceito no Sistar, porque o resultado sempre sai ótimo. Parabéns meninas, a música do ano é de vocês! ❤

-x-

E (finalmente) encerramos o top de 2016. O que acharam? Alguma injustiçada? O que acham das faixas aqui listadas?

2016 não foi um ano tão ruim pro kpop, foi apenas abaixo da média (principalmente depois de um ano forte feito 2015), mas ainda assim tem como tirar as faixas boas, e essas foram as minhas.

Mas, ainda não acabou. Eu planejei, desde que montei esse top no bloco de notas, fazer uma parte das “Injustiçadas”, que não apareceram na lista por alguns motivos (spoiler: a maioria foi porque eu sou um esquecido). Iria fazer um post pra isso, mas achei mais prático criar uma playlist no Spotify. E aqui está ela, incluindo Rainbow com mais um pop 80’s bem bom, B.A.P com um EDM diretamente saído de um Summer Electrohits 2012, Davichi com uma das melhores ballads desse ano e FT Island seguindo sua fase rockeira e gótica. Confiram e ouçam ai ❤

Desejo a todos um feliz ano novo, que as metas que vocês criaram pra 2017 se realizem com êxito, aproveitem bem a noite seja lá onde passarão e comam muito. Volto amanhã pra comentar o comeback do AOA. Até ❤

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, divulgue ❤

Anúncios

9 comentários sobre “Top 80 de 2016 – Parte 8 (10-1)

  1. Delírios da Madrugada disse:

    Um top digno. Gosto de todas, apenas não nessa posição. E não esperava essa do Sistar. Como disse no Delírios, é bom a gente se surpreender com o gosto alheio.

    Vou copiar essa sua ideia da playlist ao invés de um post todo comentado (vou te creditar, se permitir o uso).

    Curtir

  2. whoisde4d disse:

    GOXTEI DE VER O PRIMEIRO LUGAR.
    Todas essas músicas aí são ótimas, eu só não consigo ver muita graça na música da Hyoseong mesmo (isso desde que saiu).
    E que loucura saber que essa farofão frenético da REOL se chama Past And Future Nights.

    Curtir

  3. -A.D disse:

    Não sei porque todo mundo prefere L.C.S. ao invés de PoW!.
    Não esperava ver L.I.E tão alto na lista.
    Não vi Exquiste do CocoSori no top, mas está na playlist das injustiçadas, então menos mal.
    Esse é o top mais diferente que vejo entre os blogs esse ano, e é o que mais chega perto de um top que eu faria. O único em que minha favorita do ano (Why So Lonely) ficou entre as dez.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s