Top 20 de Novembro/2016 – Parte 2 (10-1)

Olá!

Lhes trago agora o final do top 20 de novembro, e modéstia a parte, está com ótima qualidade *cof cof*

Como disse na primeira parte, novembro começou num bom nível mas foi derrapando conforme seu decorrer, mas aqui será o contrário. Com vocês, o que houve de melhor no mês passado:

10 – Sistar – One More Day

sistar

O disco melancólico do Sistar me conquistou de uma maneira que nem eu tenho noção. É o tipo de música que serve pra você ralar até ficar sem bunda, mas também serve pra chorar, chorar e chorar até não aguentar mais. O refrão é bacana, porém o que mais curti foram os sintetizadores robóticos. Giorgio fez um trabalho ótimo aqui, uma pena que não foi divulgada em lugar algum. O mv abordando tão abertamente um tabu pros coreanos dispensa comentários.

-x-

9 – SHINee – Tell Me What To Do

1-and-1

O single que eu nunca imaginei que SHINee fosse lançar foi uma surpresa ótima pra mim, já que, com a notícia de que seria um repackage de ballads, fiquei apreensivo de vir algo sonífero. Mas, ao invés disso, recebemos um R&B com um tiquinho de house no instrumental, fugindo do lugar comum. Tell Me What To Do tem um refrão forte e um mv bonito (ainda não consegui interpretar, mas é bonito). Uma pena que foi a única do repack que curti.

-x-

8 – Hyolyn – Dope

sou-eu

No meu momentâneo horror por Paradise, fui ouvir o mini álbum da nossa querida main vocal do Sistar pra ver se tinha algo melhor, e acabei topando com isso aqui. Dope tem um clima que combina bem com o da title, passando a mesma imagem de solista vocal com dotes de rap que a supracitada tenta. Acho que poderia ser melhor sem os “d-d-d-dope” do segundo refrão, mas ok. E por algum motivo, não ganhou nem um live de 1:30, pois sozinha é melhor que os pré-releases e Paradise juntas (apesar de eu ter gostado da última nesses dias, o que me fez colocá-la na parte 1 do top).

Ouça aqui

-x-

7 – LOOΠΔ – I’ll Be There

hyunjin

A ótima faixa do double a-side do LOOΠΔ é um new jack swing adorável, que combina bem com as vozes das meninas e que tem um refrão alegre que se destaca. Tem um mv simples, mas que não tira o brilho da faixa. Percebi também que LOOΠΔ é um dos poucos atos da atualidade que nos deixam curiosos sobre o que vai vir a seguir, e minha ansiedade pra garota de dezembro já está grande. Que essas meninas consigam desflopar.

-x-

6 – BLACKPINK – Playing With Fire

quadro-dois

Após seu debut, que eu havia gostado mas que enjoei com o tempo, fiquei curioso pro que BLACKPINK lançaria em seu comeback, e eu não poderia ter gostado mais. O piano no começo é uma ótina introdução pro tropical-house que surpreende quando chega e permanece lá a faixa toda. Playing With Fire é aquele tipo de música que você aproveita cada ouvida como se fosse a primeira. Sem dúvidas um dos lançamentos de girlband que mais gostei em 2016.

-x-

5 – B.A.P – Skydive

BAP_NOIR_ONLINE COVER_

Como eu disse na review que fiz do Noir, B.A.P é um dos meus grupos favoritos e eu sempre posso confiar neles quando se trata do conceito badboy, já que eles são um dos grupos que melhor executam. Skydive é B.A.P sendo B.A.P, aquela mistura de hip-hop com um pouco de rock, refrão agressivo e muito rap, mas aqui há também os sintetizadores no instrumental, que deixam a faixa ainda melhor. Pra quem gosta, é um prato cheio. Só acho o mv longo demais, poderiam ter encurtado ou lançado uma versão de dança (também achei desnecessariamente violento, mas isso vem de alguém que começa a passar mal até quando vê machucados alheios)

-x-

4 – Mamamoo – Decalcomanie 

memoria

Apenas o melhor single do Mamamoo até hoje (mas eu ainda te amo, Ahh Oop!). Decalcomanie dá indícios de algo mais Broadwayástico em seu começo, mas a transição inesperada dá lugar a um refrão elegante e ao mesmo tempo animado. Raps e vocais como sempre estão ótimos, e a única coisa que poderia fazer desse comeback ruim – no caso a escrota e desnecessária original cena de beijo da Solar – foi deletada, então podemos comemorar. Decalcomanie foi o sopro de ar fresco que Mamamoo precisava em sua imagem.

-x-

3 – Morning Musume – Confront With Bare Nakedness

momosu.jpg

Eu não sou lá um grande conhecedor de jpop, ouço apenas alguns releases soltos e o que os atos que acompanho lançam. E essa do Morning Musume se encaixa no primeiro caso, mas acho que isso contribuiu pra minha adoração pelo single. Sendo algo que se encaixa perfeitamente no ótimo Dress To Kill do After School, Confront With Bare Nakedness é um electropop que vai crescendo pouco a pouco, até ficar energético o suficiente pra surpreender e fazer você ouvir a faixa várias vezes seguidas. O clipe é bem simples, mas acaba sendo salvo pela música e pelas cenas de neon na bridge de dubstep, que aliás é bem bacana.

-x-

2 – Berry Good – Don’t Believe

berry-good

Fui ver isso aqui com expectativas 0, e acabou sendo uma das coisas que mais gostei dentre todo esse top (obviamente, já que está em #2). Don’t Believe é mais um tropical house, mas o aegyo que é misturado a faixa junto com um pouco de dramaticidade nos vocais a torna única. O mv etéreo combina muito bem com a música e consegue disfarçar o baixo orçamento muito bem. Só aquele sorvete no fim que eu achei totalmente aleatório, mas quem liga pra isso? Don’t Believe seria top 1 aqui, se não fosse pela existência de…

-x-

1 – f(x) – Cowboy 

cowboy

Sim, o TMOM trabalha com favoritismo e vocês podem aguardar, pois quando f(x) fizer comeback no ano que vem com o álbum do século, ele estará inteiro no top de seu respectivo mês. Brincadeiras a parte (quem disse que é brincadeira?), Cowboy deve ter sido a coisa que eu mais aguardei em todo esse nosso 2016, e eu não poderia ter gostado mais da faixa. É muito mais do que eu esperava, já que ela leva seu título a sério. Tendo um clima de velho-oeste graças ao banjo que toca na música inteira, versos ótimos e um refrão melhor ainda, é algo que é empolgante de se ouvir e te dá a sensação de estar correndo de cavalo e vestindo uma roupa e chapéu de couro. E Cowboy leva o prêmio de melhor faixa do mês, afinal, f(x) inventou a qualidade, não é mesmo?

Pra ilustrar, uma fancam que foi divinamente concebida a mim, obrigado Vinicius ❤

-x-

E essas foram as minhas faixas favoritas do mês de novembro. Acham que alguma foi esquecida? Qual foi o top de vocês?

Não se esqueçam de curtir a página do blog, e se gostou do post, divulgue ❤

 

Anúncios

2 comentários sobre “Top 20 de Novembro/2016 – Parte 2 (10-1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s